UNIFEV traz Luiz Felipe Pondé para Votuporanga

Palestra realizada na última terça-feira (12), no Votuporanga Clube, abordou a geração milenium e os seus medos.

A UNIFEV recebeu, na última terça-feira (12), no salão do Votuporanga Clube, o filósofo e escritor Luiz Felipe Pondé. Na oportunidade, o palestrante abordou a geração milenium e os seus medos.

O evento foi uma nova oportunidade para aqueles que não puderam assistir à palestra do escritor no 9º Encontro de Educadores, promovido no ano passado, devido a imprevistos em sua vinda ao município. Além de constituir-se uma forma de recepcionar os novos alunos da Instituição.

Estiveram presentes na ocasião o Diretor-Presidente da Fundação Educacional de Votuporanga (FEV), Celso Penha Vasconcelos, acompanhado de membros da Diretoria Executiva e do Conselho Fiscal da FEV; o Reitor da UNIFEV, Prof. Dr. Osvaldo Gastaldon; a Pró-Reitora Acadêmica da Instituição, Profa. Dra. Encarnação Manzano; o Gestor Administrativo, Prof. Me. Raynner Antonio Toschi da Silva; e o secretário municipal da Educação, Ederson Marcelo Batista.

Para Vasconcelos, a noite foi aguardada por todos, principalmente, em motivo da ausência anterior do palestrante, no fim de 2018, durante um evento educacional.

“Ficamos felizes em demonstrar o quanto nos esforçamos para que essa situação fosse superada. Convidamos todos os professores do Encontro de Educadores e reforçamos o nosso compromisso com cada um. Mas, também tivemos uma excelente oportunidade em ofertar esse momento especial para os colaboradores e novos alunos da UNIFEV”, afirmou.

De acordo com o Reitor, receber o filósofo no início do novo semestre é motivo de orgulho e realização. “Estávamos aguardando a vinda do Pondé com grande expectativa e ficamos felizes em compartilhar isso com todos aqueles que nos ajudam a escrever a história da Instituição. Foi uma noite muito especial para todos”.

Durante a sua palestra, Pondé ressaltou a importância de não criar uma obsessão pela felicidade, busca que pode causar o sentido inverso em nós. “Precisamos falar abertamente sobre o assunto para que isso não gere frustrações cada vez maiores, principalmente, em nossos jovens. É necessário acolher as expectativas e inseguranças e, acima de tudo, tentar compreender”.

Segundo Bruno Fiori, 22 anos, aluno do 1º período do curso de Medicina Veterinária, o início do semestre o surpreendeu. “Todas as minhas expectativas foram atendidas. Estou muito feliz com cada detalhe, desde infraestrutura até docentes. Hoje, foi mais um dia surpreendente”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

2 × 3 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password