Quadrilha suspeita de aplicar golpe do bilhete premiado e atropelar idoso durante fuga é julgada em Rio Preto

Duas mulheres foram denunciadas por homicídio qualificado, estelionato, duas tentativas de homicídio e formação de quadrilha; dois homens suspeitos também foram denunciados por estelionato e formação de quadrilha. Crime aconteceu em 2016.

Segundo a polícia, o golpe foi aplicado por duas mulheres em uma idosa de 75 anos. Durante a fuga com a vítima pelo calçadão de Rio Preto, ponto de comércio da cidade, a dupla atropelou um idoso, de 69 anos, que não resistiu aos ferimentos. Uma motociclista também foi atropelada e ficou ferida na Avenida Philadelpho Gouvea Neto.

A dupla ainda teria jogado a idosa de dentro do carro em movimento. De acordo com a polícia, depois o veículo foi abandonado pelas mulheres na Vila Ipiranga.

As duas mulheres foram denunciadas por homicídio qualificado, estelionato, duas tentativas de homicídio e formação de quadrilha. Uma delas está presa e a outra permanece foragida.

Dois homens suspeitos de participarem do crime também foram denunciados, um deles por estelionato e formação de quadrilha e o outro por falsa comunicação de crime, estelionato e formação de quadrilha.

Entenda o caso

De acordo com a polícia, uma idosa de 75 anos foi abordada pela dupla, no dia 8 de junho de 2016, que dizia estar com um bilhete premiado. A aposentada aceitou trocar o suposto bilhete por joias, mas disse que precisaria ir até a casa dela para buscá-las.

Segundo a polícia, a dupla ofereceu carona à idosa e foi ate a casa dela. Depois que a vítima pegou as joias e saiu com as mulheres, uma sobrinha da mulher desconfiou da história e seguiu o carro das desconhecidas, que ainda faria uma parada no banco para que a idosa fizesse um saque para completar a quantia.

Quando a dupla percebeu que estava sendo seguida, invadiu o calçadão de Rio Preto e atropelou Lázaro Firmino dos Santos, de 69 anos, que não resistiu aos ferimentos.

As suspeitas seguiram até a Avenida Philadelpho Gouvea Neto, onde atropelaram duas mulheres que estavam em uma motocicleta. Uma delas ficou gravemente ferida e foi socorrida.

Em seguida, a dupla jogou a idosa de dentro do carro, que estava em movimento. De acordo com a polícia, minutos depois o veículo foi abandonado na Vila Ipiranga.

Um mês após o crime, uma das suspeitas, de 24 anos, foi presa a poucos metros da casa dela, em Rio Claro (SP). Em agosto de 2016, um advogado suspeito de ser o dono do carro usado pelas mulheres no golpe também foi preso.

G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password