Justiça decreta prisão preventiva da mãe de criança supostamente estuprada em Votuporanga 

De acordo com a Polícia Militar, o agressor teria confessado que violentou a menina, permanecendo preso; Polícia Civil trabalha no caso, inclusive investigando omissão por parte da mãe da vítima. 

A mãe da menina de 4 anos suposta vítima de estupro, na qual resultou na prisão do principal suspeito pelo crime na manhã de ontem (22), em Votuporanga/SP, permanece presa preventivamente de acordo com o Justiça. 

De acordo com a Polícia Civil, a criança disse para uma funcionária da escola que estuda que estava com dores nas partes íntimas ao ir ao banheiro e começou a chorar. 

Diante da situação, o Conselho Tutelar foi acionado e encaminhou a vítima para a Santa Casa da cidade, onde ela passou por exames, que constataram ferimentos nas partes íntimas da menina. 

Ainda segundo a corporação, depois de serem avisados sobre o caso, policiais militares foram ao imóvel da família. No local, estavam a mãe dela, o padrasto e um funcionário da família que morava no imóvel de favor. 

Ao questionar o funcionário sobre os abusos, ele confessou que cometeu o estupro e foi encaminhado para a delegacia da cidade. Ele também permanece preso à disposição da Justiça. 

Segundo o Conselho Tutelar de Votuporanga, a menina vai ficar sob guarda provisória dos avós maternos, que moram em Urânia/SP. 

A Polícia Civil ainda trabalha no caso. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

12 + cinco =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password