Filho reencontra a mãe pela internet após quase 30 anos

Um homem de 38 anos reencontrou a mãe, de 61, após mais de 30 anos de separação, após ela ter desaparecido enquanto morava com a família em Brasília (DF). As informações são do UOL.

Felipe Ferreira, que trabalha em uma concessionária de automóveis, recebeu a ajuda de um cunhado, casado com sua irmã, para localizar a mãe depois de tê-la visto em uma reportagem de um veículo paraense.

Atualmente, Célia Regina, que é conhecida pelo apelido de “Dona Gentileza”, mora em Santarém (PA). Ela ganhou o nome por conta de sua simpatia e educação, e os moradores da cidade a apelidaram assim porque ela sempre usava o termo “por gentileza”.

Ainda segundo o UOL, antes de chegar a Santarém, ela vivia nas ruas de Alter do Chão, também no Pará, e acabou resgatada por uma casa de repouso.

Felipe conta que perdeu o contato com a mãe aos 9 anos. Segundo ele, Célia Regina tomou muitos remédios para emagrecer após seu nascimento, e isso “atacou os nervos dela”.

A vida de Felipe ainda teve outras perdas. Com cerca de 3 anos, ele perdeu seu pai, assassinado, e acabou indo morar com a avó, que também acabou falecendo. Ele cresceu tendo que contar com a ajuda de vizinhos.

“Morando sozinho, eu já dormi na rua, já dormi em oficina de carro. Os vizinhos que sabiam um pouco da minha história me ajudavam, me oferecendo a limpeza de uma calçada, um carro; eu nunca pedi dinheiro, sempre preferi almoçar, tomar café da manhã. Eu já passei uma semana pra ter um alimento, só bebendo água”, contou Felipe ao UOL.

Já depois de adulto, ele continuava a procurar pela mãe, mas sem sucesso. Até que seu cunhado sugeriu que pesquisassem pelo nome de solteira de sua mãe. “Aí apareceu uma reportagem de um site local de Santarém. Estava o nome completo dela de solteiro. Quando ele localizou a identidade, ficamos desesperados para descobrir se era verdade, se ela realmente estava viva”, disse.

Felipe entrou em contato com o repórter responsável pela matéria, do site OESTADONET, e ele procurou a assistente social da região, que localizou Célia Regina, a Dona Gentileza. Depois de quase 30 anos, os dois se viram pela primeira vez por videochamada.

Nas semanas seguintes, a família se mobilizou para retirar Dona Gentileza da casa de repouso e trazê-la de volta para a família, hoje no Rio de Janeiro. Felipe e dona Célia Regina embarcaram nesta terça (21) para o Rio.

“Mesmo com dificuldades, eu estou levando ela para o Rio, porque a empresa em que eu trabalho pagou as passagens para eu buscar ela, ida e volta, meu cunhado também me ajudou um pouco e o que passei no cartão de crédito vou pagando”, disse Felipe.

RP10

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password