Filha de mulher agredida pelo ex-marido com marreta diz à polícia que foi abusada pelo padrasto

Adolescente de 13 anos contou à polícia que foi abusada pelo padrasto, quando tinha 7 anos. Homem teve a prisão preventiva decretada em Araçatuba/SP, após bater na esposa.

O homem de 54 anos que agrediu a ex-mulher com golpes de marreta em Araçatuba/SP deve ser investigado por estupro de vulnerável. De acordo com o boletim de ocorrência, a filha da vítima, de 13 anos, que também foi agredida pelo homem, contou à polícia que foi abusada sexualmente pelo então padrasto quando tinha sete anos de idade.

Segundo a polícia, ela só contou a história para a mãe no ano passado, quando tinha 12 anos, quando a mulher decidiu se separar do então marido. Ainda conforme a polícia, o homem agrediu a ex-mulher por não aceitar a separação após cinco anos de relacionamento. Ela teve ferimentos na cabeça e levou 14 pontos. A vítima está internada na Santa Casa da cidade.

O agressor se apresentou espontaneamente na delegacia, ontem (8), e foi preso após a Justiça decretar a prisão temporária dele.

Durante o depoimento na delegacia, o homem disse à polícia que faz tratamento neurológico e afirma que não se lembra do que aconteceu. Disse que está arrependido e que ama a ex-mulher.

A menina já prestou depoimento na DDM (Delegacia de Defesa da Mulher), porém, a prisão dele, por enquanto, foi decretada apenas pela tentativa de feminicídio.

O homem passou a noite no plantão policial de Araçatuba após fazer exame de corpo de delito. O suspeito foi transferido na manhã deste sábado (9) para a cadeia em Penápolis/SP.

Na segunda-feira (11), ele deve ser transferido para o CDP (Centro de Detenção Provisória) de Nova Independência/SP.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página