ESPETÁCULO DE DANÇA COLOCA BAILARINO EM CONFRONTO COM O AR 

Criada a partir das relações do corpo com o ar e com o vento, o espetáculo de dança TENTATIVAS CONTRA O VENTO, será apresentada no dia 15 de maio, quarta, às 20h, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”

“Tentativas Contra o Vento” é um solo em dança do ator e bailarino Chico Lima. Resultado de um intenso processo criativo guiado por 3 coreógrafas com as quais o artista já havia trabalhado (Andréia Yonashiro, Morena Nascimento e Lu Favoreto), e em parceria com os artistas Tiago de Mello na trilha sonora, e Cauê Gouveia na iluminação, a coreografia trafega por diferentes estruturas corporais, fisicalidades que se tornam uma prece circular, uma evocação de uma visão, a psicografia de uma mensagem captada pelo corpo.  

Neste trabalho, a dança é colocada como uma tentativa alquímica constante de transformar a matéria corpo em outra coisa. Confrontando o vento produzido por dois ventiladores industriais, o bailarino mistura-se com os materiais plásticos propostos neste trabalho, confunde-se e transforma-se em novas formas entre o caótico e o suspenso. Entregando-se ao vento, o corpo parece aprender a permanecer e adaptar-se, e encontrar maneiras de seguir neste processo.   

No espaço da encenação, apenas o bailarino, o público, e dois ventiladores. Os espectadores se deslocam livremente durante o espetáculo e ingressam na jornada do bailarino em sua dança alquímica, buscando a transformação do corpo e a abertura para atravessamentos das forças invisíveis nos cruzamentos do espaço, luz, som e movimento. 

O trabalho é fruto de intensa pesquisa partindo do vento e da liberdade como temas poéticos, além do estudo do círculo e de estruturas cíclicas e repetitivas. “Tentativas Contra o Vento” contou com o apoio da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo através do edital ProAC 2014 para sua criação em 2015. 

Além de Votuporanga, o espetáculo se apresentará em outras 14 cidades do estado de São Paulo no ano de 2019 como parte do projeto “Vento na Estrada” contemplado pelo edital ProAC 2018 que tem Produção do Campo Ficitício e da Cooperativa Paulista de Teatro e Produção Executiva de Eduardo Bordinhon. As atividades têm apoio da Secretaria de Cultura e Turismo de Votuporanga, do Restaurante Santo Gostinho e da Casale Pizzaria. 

OPERAÇÕES COLETIVAS – DANÇA EM MASSA 

Além da apresentação de dança às 20h de quarta, o Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo” também receberá dois dias de oficina gratuita promovida por Chico Lima. Chamada de “Operações coletivas – Dança em massa”, a atividade acontecerá na quarta e quinta, dias 15 e 16, das 14h às 17h.  

Aberta ao público em geral, a partir dos 15 anos, a oficina tem como objetivo compartilhar exercícios coletivos de criação e improvisação que exploram relações coreográficas de composição dentro de um coro comum, como por exemplo situações de uníssono, contraste, relação espacial, dinâmica, entre outros. As inscrições podem ser feitas pelo site campoficticio.hotglue.me. 

Sobre o Campo Fictício

Campo Fictício é o nome que o artista Chico Lima encontrou para situar as suas criações independentes em um mesmo lugar, ainda que fictício. Um campo de pesquisa e criação nas artes da cena que se propõe à invenção prática de ficções artísticas, outras possibilidades de formas e mundos. Atualmente, fazem parte do Campo Fictício os trabalhos “Tentativas Contra o Vento” (2015), “Il Ritorno” (2016) e “ARAME” (2018). 

Para Roteiro:

TENTATIVAS CONTRA O VENTO – Dia 15/05 (quarta), às 20 horas, no Centro de Convenções “Jornalista Nelson Camargo”(Av. dos Bancários, 3299 – Jardim Alvorada). 

Sinopse: O espetáculo “Tentativas Contra o Vento” é uma prece circular, uma evocação de uma visão. Neste trabalho, a dança é colocada como uma tentativa alquímica constante de transformar a matéria do corpo em outra coisa. Confrontando o vento produzido por dois ventiladores industriais, o bailarino mistura-se com os materiais plásticos propostos neste trabalho, confunde-se e transforma-se em novas formas entre o caótico e o suspenso. Entregando-se ao vento, o corpo parece aprender a permanecer e adaptar-se, e encontrar maneiras de seguir neste processo.

Situação de criação: Campo Fictício
Concepção e performance: Chico Lima 
Colaboradoras: Andreia Ferreira Yonashiro, Lu Favoreto e Morena Nascimento 
Desenho de Som: Tiago de Mello
Iluminação: Cauê Gouveia 
Figurino: Leandro Benites 
Arte Gráfica: Gabrilândia
Registro de atividades em vídeo e foto: Luiza Folegatti 

Produção: Cooperativa Paulista de Teatro e Campo Fictício
Produção Executiva: Eduardo Bordinhon 

Produção local: Ticko Bboy
Gerência de Mídias Sociais: Rodrigo Melhado (Matula)
Realização: ProAC 2018 – Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo
Duração: 40 minutos
Classificação Indicativa: 10 anos 

0 Comentários

Deixe um Comentário

6 + 16 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password