Doria critica passado do PSDB e diz que partido vai mudar

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), endureceu o discurso em prol de mudanças no PSDB durante discurso na cerimônia de transmissão do cargo no Palácio dos Bandeirantes, nesta terça-feira, 1. Doria declarou que o partido não vai “virar as costas” para o País e que deve apoiar as medidas do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

“Nada de apego ao passado, o passado é para ser respeitado. Mas hoje o que vale é o presente”, disse o tucano, em crítica indireta a governos tucanos anteriores. “E o PSDB, o meu partido, será um exemplo disso porque vai mudar e vai mudar para sintonizar à realidade da população do Estado e, se souber fazer isso em São Paulo, irá fazer também no Brasil.”

No discurso, Doria citou o ex-governador Mário Covas como exemplo. Geraldo Alckmin e José Serra foram citados de forma protocolar em fala anterior, no discurso de posse na Assembleia Legislativa. Para o novo governador, a legenda tucana precisa de novas posições. Ele prometeu que seu governo vai “enterrar” a velha política.

0 Comentários

Deixe um Comentário

15 + 11 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password