Tamanduá-bandeira é resgatado com ferimentos causados por queimada em Guapiaçu

De acordo com a Polícia Ambiental, o animal foi sedado e submetido a atendimento veterinário.

A Polícia Ambiental regatou um tamanduá-bandeira com queimaduras provocadas por uma queimada na zona rural de Guapiaçu/SP. A ocorrência foi registrada na terça-feira (21).

De acordo com a polícia, o animal foi sedado e submetido a atendimento veterinário. Contudo, o futuro dele é incerto por conta da gravidade dos ferimentos.

A corporação pede para que as pessoas não atirem cigarros ou fósforos, não soltem balões, fogos de artifício e não acendam fogueiras às margens de rodovia.

Outros resgates

A Polícia Ambiental também resgatou dois filhotes de onça-parda que apareceram em uma fazenda de Novo Horizonte/SP.

Elas foram encontradas sem a mãe pelo dono de uma propriedade rural e estão recebendo atendimento no Zoológico Municipal de São José do Rio Preto/SP.

Os animais estão sendo alimentados e não devem voltar para a natureza por não terem aprendido a caçar com a mãe.

Segundo a Polícia Ambiental, as queimadas das últimas semanas registradas na região noroeste paulista têm prejudicado os animais, já que muitos filhotes ficam órfãos, porque os pais tentam fugir do fogo e se perdem.

Só neste ano, o zoológico de Rio Preto já recolheu 134 animais, sendo 71 aves, 38 répteis e 25 mamíferos. A predominância de aves entre os meses de setembro até fevereiro, época de reprodução, maioria retirada do forro de casas ou que caem dos ninhos.

Os répteis são oriundos do tráfico e não tem uma época definida, e mamíferos as causas por perder a mãe por atropelamento ou queimadas, predominantes entre os meses de seca entre abril a setembro.

FONTE: Informações | g1.globo.com

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password