Santa Casa comemora um ano de BabyLog VN 500 

Médica responsável da UTI Neonatal, Dra. Lara Galvani Greghi, esteve em reunião do Rotary para celebrar os benefícios do aparelho. 

A médica responsável pela Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal da Santa Casa de Votuporanga, Dra. Lara Galvani Greghi, esteve na sede do Rotary Club de Votuporanga para apresentar um balanço do primeiro ano do BabyLog em funcionamento no Hospital. “É um equipamento de ponta para período neonatal, possibilitando quase todos os modos ventilatórios, em especial a de alta frequência para tratar bebês maiores com doenças pulmonares graves e também métodos muito mais confortáveis para o pequeno paciente diminuindo o número de dias sob ventilação mecânica e a chance de sequelas pulmonares”, enfatizou.

Dra. Lara ressaltou a alegria e gratidão de ter recebido o VN 500 e da chance de ser uma das primeiras  UTIs a ter o modelo no país. Ela contou que, durante este ano de funcionamento, o equipamento está sempre em uso e  atendeu 24 recém-nascidos. “Queremos agradecer cada um que apoiou o projeto. Fazemos um rodízio de assistidos, para que todos os bebês mais graves possam utilizar o aparelho na fase crítica”, afirmou. 

A médica enfatizou que o BabyLog contribuiu para uma melhora na qualidade do atendimento. “Houve uma melhora muito importante no desfecho as doenças que podiam evoluir para sequelas graves. Não houve nenhum óbito por hipertensão pulmonar. A incidência de displasia pulmonar caiu e de retinopatia também. Estamos falando de melhor qualidade de vida para estes recém-nascidos”, disse. 

O provedor da Instituição, Luiz Fernando Góes Liévana, relembrou a parceria entre Rotary e Unifev. “Dra. Lara apresentou a demanda ao Rotary, que não mediu esforços para a aquisição. Vocês intermediaram com a Unifev, que nos cedeu o aparelho. Votuporanga é assim, uma cidade repleta de solidariedade e união. Em nome de nossas crianças, mães, pais, nosso obrigado. Este equipamento é, sem dúvidas, a esperança de um futuro melhor para eles”, afirmou. 

O presidente do clube, Humberto Lucio Barbosa, enfatizou que o Rotary está atento às necessidades da comunidade. “Não houve custo para Rotary, apenas intermediamos com visão futurista, de assistir os pacientes. Só temos agradecer de ter participado desta conquista e esperamos fazer novas parcerias”, disse. 

A ex-governadora distrital, Maria Cristina Noceti Lopes, destacou que o projeto é maravilhoso. “Parabéns a todos os envolvidos, são iniciativas assim que dão força para buscar mais parcerias”, complementou. 

Participaram da reunião o prefeito João Dado; o presidente da Fundação Educacional de Votuporanga (FEV), Dr. Celso Penha Vasconcelos; o reitor da Unifev, Osvaldo Gastaldon e o vereador Daniel David. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

8 + vinte =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password