Preso por matar vizinha enforcada com cinta tem passagens por furto e importunação sexual, diz polícia

O funcionário público de 25 anos, que foi preso após estrangular uma mulher em Santo Antônio do Aracanguá (SP), era vizinho da vítima e possui antecedentes criminais por furto e importunação sexual, segundo informou a Polícia Civil.

O corpo de Rosinéia Rodrigues dos Santos, de 42 anos, foi encontrado às margens da Rodovia Marechal Rondon, em Araçatuba (SP), no mesmo dia em que o suspeito confessou ter cometido o crime.

De acordo com o boletim de ocorrência, o caso começou a ser investigado depois que o ex-marido da vítima foi à delegacia e afirmou que a mulher não havia comparecido ao trabalho e também não estava na casa onde morava.

Por precaução, os policiais foram ao imóvel de Rosinéia, analisaram as imagens de segurança, viram um homem saindo com o carro dela e conseguiram identificá-lo.

Em seguida, os investigadores compareceram à casa do suspeito, que afirmou que praticaria o furto, mas foi visto pela vítima e a enforcou com um cinto.

Ele também contou que mexeu no local do crime, colocou o corpo da vítima dentro de um carro e o jogou às margens da rodovia.

Ainda segundo o boletim de ocorrência, o suspeito recebeu voz de prisão em flagrante e foi encaminhado para a Cadeia Pública de Penápolis (SP). O caso foi registrado como homicídio qualificado doloso por motivo fútil e meio cruel.

G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password