Leopardo negro é fotografado na África pela primeira vez em 100 anos 

Desde 1909, na Etiópia, que sua presença não era confirmada. 

Uma equipe do jardim zoológico de San Diego, nos Estados Unidos, captou uma rara imagem de um leopardo negro, também conhecido como pantera negra, no Quênia, na África. A CNN reportou que esta foi a primeira vez em cerca de 100 anos que o felino foi fotografado e assim sua presença no continente africano foi confirmada. 

O último registro de um leopardo negro na África foi feito em 1909 na Etiópia. 

Nick Pilfold, cientista do zoo de San Diego, refere que captaram a imagem do leopardo negro por mera sorte. A equipe colocou várias câmeras na selva para registrar a população de leopardos perto do Loisaba Conservancy, em Laikipia, no ano passado. 

Foi nessa época que começaram a falar que um leopardo havia sido visto nas redondezas. “Intensificamos a instalação de câmeras nas áreas relatadas. Em poucos meses fomos recompensados com múltiplas observações”, conta Nick Pilford, que lembra que a maioria destes animais vive no sudeste asiático. 

A confirmação deste leopardo fêmea foi publicada no African Journal of Ecology. 

FOTO: Reprodução | Facebook/Zoo San Diego 

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mimPerdeu sua senha?

    Lost Password