Flagrantes são registrados na entrada de presídios durante o feriado de carnaval 

Drogas, bilhetes, extratos bancários e celulares são interceptados por agentes penitenciários.

Nos dias 2 e 3 de março, estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista. Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

SÁBADO (02/03/2019)  

CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIA “MARCOS AMILTON RAYSARO” DE ICÉM/SP 

A mãe de um sentenciado tentou ingressar na unidade com quatro cigarros contendo erva esverdeada com características de maconha ocultas dentro de um maço. O que, ao ser descoberto, levou a mulher com o material direto para a Delegacia de Polícia, além de ser suspensa do rol de visitas. Foi instaurado procedimento de investigação disciplinar para apurar a participação do sentenciado no evento.

PENITENCIÁRIA “ANÍSIO APARECIDO DE OLIVEIRA” DE ANDRADINA/SP

Ao submeter visitantes ao scanner corporal para entrada na unidade, o aparelho gerou imagens de algo suspeito na altura da genitália de uma mulher. Ao ser questionada, a companheira do sentenciado R.A.S., entregou espontaneamente um volume contendo erva esverdeada, supostamente maconha. A Polícia Militar foi acionada e conduziu a mulher à delegacia para as providências cabíveis, além de ser suspensa do rol de visitas.

PENITENCIÁRIA “SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA” DE PRESIDENTE BERNARDES/SP

Um total de sete mulheres foram flagradas com ilícitos ao tentar ingressar na unidade prisional para realizar visitas a sentenciados. Quatro delas portavam entorpecentes no busto, na região das nádegas e nas calcinhas, respectivamente, enquanto outras duas escondiam placas de celular inseridas nas partes íntimas. Uma sétima mulher portava dentro de cartelas de papel de cigarro aproximadamente 60 pedaços de papéis, que presume-se tratar da droga sintética “K4”. Todas as visitantes foram conduzidas à Delegacia de Polícia local, onde foram lavrados os respectivos Boletins de Ocorrência. Também foram instaurados Procedimentos Disciplinares para apurar a cumplicidade dos sentenciados que receberiam os ilícitos.

PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO/SP

Durante os procedimentos de revista com Boddy Scanner na visitante T.F.A, companheira de um sentenciado, constatou-se um objeto suspeito na região das partes íntimas, visto nas imagens geradas pelo aparelho. Indagada, a visitante confessou que estava com um invólucro introduzido no órgão genital e foi até o banheiro retirar. Dentro do objeto havia cerca de 105 gramas de substância idêntica a maconha e um bilhete contendo nomes e valores. As providências de praxe foram tomadas, a polícia militar acionada e a mulher suspensa do rol de visitas.

PENITENCIÁRIA “NESTOR CANOA” DE MIRANDÓPOLIS/SP 

Duas mulheres foram flagradas com invólucros inseridos na região genital durante revista corporal realizada em visitantes para entrada no presídio. Uma delas trazia substância semelhante à cocaína e a outra substância semelhante à maconha, além de anotações diversas. Esta última, por inicialmente negar o fato, foi conduzida ao Hospital Estadual da cidade onde passou por exames de raios-X onde ficou comprovado o ilícito. As mulheres foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas à delegacia para as providências cabíveis.

CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIA DE NOVA INDEPENDÊNCIA/SP 

A esposa de um sentenciado se apresentou na unidade a fim de visitar o marido, mas durante os procedimentos de revista de praxe, agentes descobriram que ela trazia nas vestes várias mensagens e números escritos. Por este motivo, foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar eventual cumplicidade do rapaz, o qual agora se encontra isolado preventivamente em Pavilhão Disciplinar até a apuração dos fatos. Já a esposa foi suspensa do rol de visitas.

DOMINGO (03/03/2019) 

PENITENCIÁRIA FEMININA DE TUPI PAULISTA/SP 

Agentes de Segurança Penitenciária realizavam revista via aparelho de raios-X em visitantes, quando descobriram, em meio aos pertences de uma mulher, a existência de um batom com espelho acoplado em uma das extremidades, oculto sob um adesivo. A mulher foi impedida de entrar e submetida aos procedimentos administrativos de praxe.

PENITENCIÁRIA “LUIZ APARECIDO FERNANDES” DE LAVÍNIA/SP (PII) 

Utilizando-se do scanner corporal, Agentes de Segurança Penitenciária notaram que havia algo oculto no corpo de duas mulheres. Uma delas, companheira de um sentenciado, confessou que portava entorpecente sintético “K4” na roupa íntima, entregando voluntariamente a folha de papel de aproximadamente 210 mm x 297 mm. A segunda mulher é mãe de um sentenciado e escondia no ânus 1 micro aparelho celular. Os sentenciados foram isolados preventivamente e responderão a procedimentos disciplinares para melhor apuração dos fatos. As mulheres foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas perante a autoridade policial para as providências da polícia judiciária.

PENITENCIÁRIA “JOÃO AUGUSTINHO PANUCCI” DE MARABÁ PAULISTA/SP

Após um trabalho de busca através do setor de inteligência, com o setor de segurança e disciplina da unidade prisional, agentes conseguiram informações de que duas visitantes entrariam com relatórios e extratos bancários ocultos em suas vestes durante visita a sentenciados.

No momento em que uma delas passava pelo scanner corporal, apresentou certo nervosismo e, ao ser questionada, declarou estar com diversos relatórios relacionados ao crime organizado e ao tráfico de drogas estampados na parte interna da camiseta. Da mesma forma, se comportou a segunda mulher, a qual trazia extratos bancários ocultos na parte de trás do top. As peças foram apreendidas e encaminhadas à autoridade policial juntamente com as mulheres, as quais foram suspensas do rol de visitas. Os sentenciados envolvidos foram isolados preventivamente até apuração dos fatos. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

6 − cinco =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password