FBI procura no Brasil suspeito de integrar grupo terrorista Al-Qaeda 

O egípcio Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim é suspeito de participar da organização Al-Qaeda como ‘agente e facilitador’. Governo brasileiro confirmou que ele reside legalmente no país. 

Nesta segunda-feira (12), o FBI () divulgou que busca, no Brasil, o egípcio Mohamed Ahmed Elsayed Ahmed Ibrahim. As autoridades dos Estados Unidos suspeitam que ele tenha participado da organização terrorista Al-Qaeda como “agente e facilitador”. 

O governo brasileiro confirmou a informação e disse que Ibrahim vive em situação regular no Brasil, após ingressar no país em 2018. “Ele esteve, supostamente, envolvido no planejamento de ataques contra os Estados Unidos e seus interesses, e no fornecimento de apoio material para Al Qaeda desde, aproximadamente, 2013”, diz o comunicado do FBI. 

O órgão norte-americano alerta que o homem “deve ser considerado armado e perigoso” e pede que qualquer informação sobre Ibrahim seja repassada ao escritório do FBI ou da embaixada ou consulado dos EUA mais próximo. 

No entanto, o governo norte-americano ainda considera o homem como suspeito. O FBI informou que procura o egípcio para interrogá-lo – o alerta ainda não fala em prisão. 

Governo brasileiro promete cooperar 

Em nota conjunta, os ministros das Relações Exteriores e da Justiça e da Segurança Pública confirmaram que o egípcio entrou no Brasil em 2018 e obteve autorização de residência. Segundo o governo, Ibrahim está em situação migratória regular. “O governo brasileiro está aberto a cooperar com as autoridades norte-americanas no que for solicitado, nos termos de nossa legislação, e está acompanhando o caso”, diz a nota. 

Não há, por enquanto, informação sobre o local onde Ibrahim reside no Brasil nem sobre as atividades que ele exerce ou exercia em território nacional. 

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password