Escola Sesi doa quase 200 quilos de alimentos 

Campanha PAN Saúde será desenvolvida até outubro, envolvendo alunos do sexto ano até terceiro do Ensino Médio. 

A Escola Sesi, de Votuporanga, está no ritmo dos Jogos Pan-Americanos. Na instituição de ensino, esporte tem tudo a ver com solidariedade. E o maior prêmio é, sem dúvida, salvar milhares de vidas. 

O projeto “PAN Saúde” foi desenvolvido pelo professor de Educação Física, Denis Thyago de Oliveira. Os alunos do sexto ano até terceiro do Ensino Médio participam da competição, que promove ações a favor da Santa Casa de Votuporanga. 

Cada turma ganhou a identificação de um país que integra os Pan-Americanos. São Cristóvão e Névis; Colômbia; São Vicente e Granadinas; Haiti; Brasil; Honduras e Equador disputam entre si o título de mais solidário. 

O campeonato do bem teve início com arrecadação de alimentos. Nesta primeira fase, foram entregues aproximadamente 200 quilos de mantimentos para o Hospital, único que atende o Sistema Único de Saúde (SUS) da cidade. “Apresentei uma lista com base nas maiores necessidades da Instituição. Cada item vale uma quantidade de pontos, que são revertidos para o time. Entre as solicitações estão produtos de limpeza, alimentos, higiene, material de consumo e etc”, explicou Denis. 

A iniciativa irá acontecer até outubro, quando ocorrerão os Jogos Estudantis do Sesi.  “Eles farão doações mensalmente e, assim, somando a pontuação. O nosso objetivo foi unir esporte e solidariedade”, complementou. 

O professor contou que o projeto teve início em 2014, com ações direcionadas a crianças em vulnerabilidade social. “Depois contemplamos ONGs em defesa de animais de rua, idosos e pessoas com deficiência. Houve mudança de paradigmas e, em muitos casos, os alunos se mobilizaram como voluntários nas entidades”, disse. 

Neste ano, a ideia foi contribuir com a Santa Casa. “A Instituição não é apenas local, mas regional. Quisemos valorizar o trabalho de vocês, apresentando o Hospital para as turmas como forma de motivar ainda mais”, ressaltou. 

O coordenador de Captação de Recursos, Jaferton Martins, esteve na escola para conversar com os estudantes. “O nosso complexo atende seis mil pessoas por dia. Setenta por cento é via SUS e esta ajuda é muito importante para nós seja com doações ou até mesmo trabalho voluntário. Quero agradecer vocês por esta iniciativa”, afirmou. 

A estudante Maria Heloiza Segala de Lima acompanhava atentamente as explicações. “Eu não tinha noção da dimensão da Instituição. Com certeza, irei me mobilizar ainda mais”, disse. 

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, agradeceu a iniciativa. “Não temos palavras para agradecer todo empenho dos alunos e do professor Denis. Este projeto agrega valor, transforma vidas e, com certeza, levantará novos médicos, enfermeiros, colaboradores e até mesmo voluntários para nosso Hospital. Estes jovens, desde cedo, estão demonstrando cidadania e amor ao próximo, nos auxiliando a salvar vidas. Nosso muito obrigado”, finalizou. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

doze − três =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password