Denúncia feita pela Claro leva polícia à casa de pecuarista em Araçatuba

Policiais civis da 1ª Delegacia da DIG, com apoio do GOE, ambas as unidades do Deic/Araçatuba/SP, foram até o local para apurar possíveis crimes de estelionato e ou lei geral de telecomunicações.

Um pecuarista e gerente administrativo de 48 anos foi alvo de mandado de busca em sua casa, no condomínio de alto padrão Parque dos Araçás, na manhã deste sábado (23), em Araçatuba/SP.

Policiais civis da 1ª Delegacia da DIG, com apoio do GOE, ambas as unidades do Deic/Araçatuba, foram até o local para apurar possíveis crimes de estelionato e ou lei geral de telecomunicações.

A Polícia Civil foi acionada por meio de notícia crime formulada pela empresa Claro, que alega ter ​​encontrado irregularidades ligadas aos produtos oferecidos pela empresa a partir da casa do investigado.

O morador não estava em casa e houve necessidade de arrombamento da casa. A ação foi acompanhada por representantes da Claro e por peritos criminais da Polícia Científica.

Os investigadores apreenderam diversos aparelhos receptores de sinais de TV a cabo, CPU, bobina com cabo coaxial, diversos HDs e um telefone celular do investigado. O caso continua sendo investigado.

FONTE: Informações | Regional Press

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password