Delegado diz que frieza de menor suspeita de matar amiga com 35 facadas impressiona: ‘Não percebi arrependimento’

Segundo polícia, adolescente praticou homicídio e ateou fogo ao corpo alegando que vítima teria falado mal dela nas redes sociais. Vídeo mostra vítima sendo atraída a local do crime, em Rio Verde.

O delegado Danilo Fabiano Carvalho disse que se impressionou com a frieza demonstrada pela adolescente de 15 anos apreendida suspeita de matar a amiga, Emanuelle Souza Batista, de 14, com 35 facadas e queimar o corpo. O caso aconteceu em Rio Verde, região sudoeste de Goiás.

De acordo com o investigador, responsável pelo caso, a menor não aparenta estar arrependida do ato, que teria sido cometido, segundo ela, porque a vítima teria falado mal dela nas redes sociais.

“Ela não falou em arrependimento. Foi ouvida junto com a mãe e chorou, mas não percebi nenhum ato de arrependimento. Geralmente, as pessoas falam espontaneamente e ela não falou”, disse o delegado ao G1.

G1 não conseguiu localizar a defesa da adolescente. O delegado explica que a família não constituiu um advogado até a publicação desta reportagem e não divulgou o contato da mãe da estudante, que a acompanhou durante o depoimento.

Fabiano também chama atenção para a forma como a garota premeditou o ato infracional.

“Ela foi atrás, ligou para a vítima, a levou tranquilamente para a mata onde a matou. Pensou em todos os detalhes. Muito fria e calculista”, pondera.

G1

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password