Charles Chaplin distribui amor em Semana Natalina

Voluntário Segundo Martins encenou o personagem na Santa Casa de Votuporanga.

A semana começou com uma energia diferente: com as vibrações do amor. E como amor não precisa ser falado, o sentimento tem tudo a ver com Charles Chaplin, personagem vivido pelo voluntário Segundo Martins.

Seu Segundo inicia sua jornada no Hospital, com a frase de Chaplin: “um dia sem rir é um dia desperdiçado”.  Há anos, ele traz humor, atenção, interpretação e solidariedade para os pacientes da Santa Casa de Votuporanga, transformando a realidade dos pacientes, nem que seja por um instante.

Para ele, o personagem é o retrato da solidariedade. “Faço as visitas vestido de Charles Chaplin porque, para mim, é a figura personificada do amor. Ele era do cinema mudo, não conversava e se comunicava apenas com gestos. Faço exatamente isso com cada pessoa que encontro na Instituição”, disse.

A cada ala, setor, uma oportunidade de fazer alguém feliz. “Chaplin é um dos artistas mais representativos do cinema e busco dar atenção cada pessoa internada. Mas não foco apenas nos pacientes. Os familiares também precisam de carinho e amor”, complementou.

O provedor do Hospital, Luiz Fernando Góes Liévana, enalteceu a iniciativa. “Este tipo de gesto de carinho, individualmente, tem um valor incondicional. Seu Segundo é um voluntário ativo, que não mede esforços quando se trata de ações em prol aos pacientes. Agradecemos imensamente pelo exemplo, disposição e generosidade prestada”, finalizou.

0 Comentários

Deixe um Comentário

dois + 9 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password