Celular na genitália e droga escondida na comida dentre outros flagrantes em presídios na região 

Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. 

Nos dias 01 e 02 de fevereiro, estabelecimentos prisionais subordinados a Coordenadoria de Unidades Prisionais da Região Oeste do Estado (Croeste) registraram tentativas frustradas de inserção de objetos ilícitos nos presídios e que foram barrados durante os procedimentos de revista.  

Vale lembrar que os visitantes flagrados são excluídos do rol de visitas e levados à Delegacia de Polícia Civil mais próxima, sem prejuízo de responderem na esfera criminal. Também é instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade dos presos que receberiam os materiais podendo, ainda, ser instaurados Procedimentos de Apuração Preliminar para apurar supostas responsabilidades funcionais.

PENITENCIÁRIA “SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA” DE PRESIDENTE BERNARDES 

Neste sábado, uma visitante do sexo feminino foi surpreendida tentando entrar com objeto proibido na penitenciária. Por volta das 11h30, durante procedimento de revista no scanner corporal, a visitante em questão foi flagrada com a posse de um aparelho de telefonia celular, que mantinha escondido na genitália.  

A referida visitante foi conduzida à Delegacia de Polícia local, onde foi lavrado o respectivo Boletim de Ocorrência. Também foi instaurado Procedimento Disciplinar para apurar a cumplicidade do sentenciado que receberia o aparelho.

PENITENCIÁRIA “AEVP CRISTIANO DE OLIVEIRA” DE FLÓRIDA PAULISTA 

A mãe de um sentenciado foi barrada no setor de portaria, por volta das 10h40 desse sábado, ao passar pelos procedimentos rotineiros de revistas no escâner corporal.  

Pelo aparelho foi possível visualizar que a mulher trazia em seu corpo um invólucro contendo substância de cor amarelada análoga à cocaína, pesando um total de 45 gramas. Na ocasião, a Polícia Civil foi acionada e conduziu a visitante com o objeto apreendido até à Delegacia de Polícia local para elaboração do Boletim de Ocorrência e demais providências.  

A visitante também foi suspensa administrativamente do rol de visitas dos sentenciados, conforme ordena a legislação vigente. Para apurar a cumplicidade do detento envolvido foi instaurado Procedimento Disciplinar.

CENTRO DE PROGRESSÃO PENITENCIÁRIA DE VALPARAÍSO 

Agentes de Segurança Penitenciária encontraram, dentro de pacotes de guardanapos de papel, três quadrados de um papel típico utilizado como entorpecente sintético, supostamente a droga K4.  

O material estava escondido entre os alimentos trazidos pela visitante de um sentenciado e foi encontrado durante revista de praxe. Também na bolsa da mesma mulher foram encontrados mais três papéis do mesmo tamanho e formato que os demais, e um outro já fracionado.  

A mulher foi suspensa do rol de visitas e a Polícia Militar acionada, a qual conduziu a visitante para a Delegacia. Já o sentenciado foi isolado em cela disciplinar para ser regredido ao regime fechado.

CENTRO DE DETENÇÃO PROVISÓRIA “ASP VALDECIR FABIANO” DE RIOLÂNDIA 

Com um isqueiro escondido no top e diversas anotações à caneta na parte interna da legging com a qual estava vestida, uma visitante tentou burlar a segurança da unidade e adentrar ao local neste sábado, mas foi flagrada nos procedimentos rotineiros de revista. Nas anotações da calça da mulher havia controle de contas, rifas, etc., sendo ela suspensa do rol de visitas.

PENITENCIÁRIA “LUIS APARECIDO FERNANDES” DE LAVÍNIA II 

Neste final de semana, quatro mulheres foram impedidas de entrar na unidade prisional depois que Agentes de Segurança de Penitenciária (ASP) flagraram as mesmas, em procedimentos de revistas via escâner corporal, portando ilícitos. Três delas traziam, cada qual, um invólucro inserido na genitália contendo um micro aparelho celular. Uma quarta mulher trazia, oculto da mesma maneira, um invólucro contendo um pedaço de papel aparentando tratar-se do entorpecente K4.  

Foram lavrados os Comunicados de Evento, os sentenciados isolados preventivamente e instaurados Procedimentos Disciplinares para melhor apuração dos fatos. As mulheres foram suspensas do rol de visitas e, junto com os materiais apreendidos, encaminhadas perante a Autoridade Policial para as providências da Polícia Judiciária.

PENITENCIÁRIA “MAURÍCIO HENRIQUE GUIMARÃES PEREIRA” DE PRESIDENTE VENCESLAU II 

Neste domingo, durante os procedimentos de revista através do escâner corporal, agentes visualizaram nas minhas geradas que uma visitante trazia algo inserido no corpo. Ao informar para a mulher que ela deveria ser conduzida à Santa Casa local para realizar exames médicos, a mesma resolveu entregar o objeto que se tratava de um invólucro contendo sete adaptadores de cartão de memória e dois micros cartões SD. 

Diante dos fatos, a visitante foi impedida de adentrar à unidade, suspensa do rol de visitas e encaminhada ao plantão policial. O sentenciado foi conduzido ao isolamento cautelar para apuração dos fatos em procedimento administrativo.

PENITENCIÁRIA “ASP LINDOLFO TERÇARIOL FILHO” DE MIRANDÓPOLIS II

Durante os procedimentos de revista neste domingo, na entrada da unidade, a companheira de um sentenciado foi flagrada pelo aparelho de scanner corporal com uma imagem suspeita no cós da calça. Em local apropriado, foi solicitado que ela retirasse o objeto e ela atendeu prontamente. Ao revistar as calças agentes encontraram no cós vários pedaços de papéis quadriculados semelhantes ao entorpecente LSD, e somavam 500 quadrados.  

Diante da ocorrência, a Policia Militar foi acionada e encaminhou a droga apreendida junto com a visitante até a Delegacia de Polícia local para providências cabíveis. O sentenciado foi encaminhado para o Pavilhão Disciplinar, sendo instaurado Procedimento Disciplinar Apuratório e a mulher foi suspensa temporariamente do rol de visitas para averiguação dos fatos.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password