MAIS UMA MEGAOPERAÇÃO EM VOTUPORANGA: Polícia Civil está nas ruas da cidade para prender quadrilha que pratica crimes na internet

Em Votuporanga policiais estão nas ruas prendendo indivíduos que fazem parte desta quadrilha;

De acordo com o delegado da Polícia Civil, mais de 30 policiais civis de Votuporanga, entre Delegados e Operacionais, diligenciando em Votuporanga, Valentim Gentil, Fernandópolis e São Paulo

A Polícia Civil faz nesta quinta-feira (30) uma megaoperação contra crime30 PCs, entre Delegados e Operacionais, diligenciando em Votuporanga, Valentim Gentil, Fernandópolis e São Paulos cibernéticos. Mais de 650 agentes participam da ação coordenada pela Deinter-5 de São José do Rio Preto(SP).

A Operação “CyberConnect” tem o objetivo de desmantelar uma quadrilha que pratica crimes na internet, como estelionatos, extorsões, furtos mediante fraude. Durante a investigação, a polícia constatou que vítimas de todo o Brasil tiveram prejuízo de aproximadamente R$ 30 milhões.

Ao todo, são cumpridos 167 mandados de busca e apreensão e um de prisão em cidades de todo o estado de São Paulo, além de Curitiba (PR), Cuiabá (MT) e Palmas (TO).

Além de Rio Preto, policiais de Fernandópolis, Catanduva, Jales, Novo Horizonte e Votuporanga também apoiam a ação. O objetivo é promover ações de inteligência policial, investigação criminal e recuperação de ativos a partir das investigações sobre crimes eletrônicos na região de Rio Preto, mas que se conectam com crimes de todos os Estados da federação.
Segundo a polícia, as 3 mil vítimas identificadas foram alvo de dezenas de organizações criminosas que, à distância, retiram o patrimônio, projeto de vida e, por consequência, a dignidade de pessoas que, submetidas a processo de engenharia social, acabam entregando toda a economia, levando famílias e empresas à falência.
Diversos Departamentos da Polícia Civil participam da Operação: DEINTER 5 (São José do Rio Preto); DEINTER 2 (Campinas); DEINTER 3 (Ribeirão Preto); DEINTER 4 (Bauru); DEINTER 6 (Santos); DEINTER 9 (Piracicaba), além de Departamentos Especializados de Polícia Judiciária de Mato Grosso; paraná e Tocantins. As vítimas relacionadas aos cerca de 50 Inquéritos Policiais residem na Região de São José do Rio Preto e, como elas, centenas de outras vítimas estão espalhadas por todo o Brasil e, com a operação de hoje (30/11) e conexão das provas, essas evidências poderão ser compartilhadas. Gazeta do Interior

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mimPerdeu sua senha?

Lost Password