URGENTE: Votuporanga confirma 5º caso de dengue de variante desaparecida há 15 anos no noroeste paulista

Paciente é uma jovem de 23 anos, moradora de um bairro da região norte; ela passa bem

O 5º caso de dengue do sorotipo 3 foi confirmado em Votuporanga (SP), nesta sexta-feira (1). A variante estava desaparecida da região há 15 anos.

Segundo a Secretaria da Saúde, a paciente é uma jovem de 23 anos, moradora de um bairro da região norte. Ela passa bem, está em casa e é monitorada pela equipe da Vigilância Epidemiológica.

Outros casos

O primeiro caso foi detectado em uma mulher, de 34 anos, no dia 1º de novembro, que chamou a atenção por causa da intensidade dos sintomas clássicos da doença, como febre, vômito, dor e manchas vermelhos pelo corpo, além do sangramento pela urina e pelo nariz. Os outros três casos foram confirmados no dia 17 de novembro. Todos os diagnósticos foram identificados em um bairro na região sul da cidade e as pacientes passam bem.

DENV3

Segundo o virologista da Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (SP), Maurício Lacerda Nogueira, são conhecidos quatro tipos do vírus da dengue, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, que estão associados a epidemias. O último caso do sorotipo 3 foi identificado no noroeste paulista em 2008. “A detecção desses casos mostra que o vírus chegou na região e é um sinal de preocupação muito grande, por dois motivos principais: toda vez que um novo tipo de vírus entra, ele vem acompanhado de uma epidemia. Nesse caso, dengue 3 é ainda pior, porque esse vírus não circula há mais de 15 anos, sendo que o último caso na região de Rio Preto foi em 2008”, explicou o virologista.

No primeiro semestre deste ano, a Fiocruz alertou a população para o ressurgimento do sorotipo 3 do vírus da dengue no Brasil, em específico nas regiões Sul e Norte, o que acendeu o sinal de alerta de especialistas sobre o risco de uma nova epidemia da doença causada por esse subtipo viral. Isso porque, segundo a fundação, infecção por um dos sorotipos gera imunidade contra o mesmo sorotipo no paciente. Contudo, é possível contrair dengue novamente se houver contato com um sorotipo diferente.

Dessa forma, o risco de uma epidemia com o retorno do sorotipo 3 ocorre devido à baixa imunidade da população, uma vez que poucas pessoas contraíram esse vírus desde as últimas epidemias.

“A dengue causa uma imunidade, ou seja uma ‘proteção’. A pessoa que foi infectada por dengue 1, por exemplo, está protegida da dengue 1 pelo resto da vida. Em um intervalo de um ano, ela também protege contra os outros sorotipos da doença. No caso da dengue 3, tem muita gente suscetível a esse vírus”, disse o virologista. G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página