UNIPEC: terceiro centro com mais pacientes no Brasil em pesquisa

Estudo de cardiologia coloca Santa Casa em destaque no país em inclusão de participantes.

A Unidade de Pesquisa Clínica da Santa Casa de Votuporanga (UNIPEC) representada pela enfermeira e coordenadora da Unidade, Renée Amorim e o Investigador Guilherme Fazolli, esteve em uma reunião do estudo de cardiologia em Ruanda, na África. O trabalho discute fibrilação atrial com doença reumática e está em fase de recrutamento de pacientes. Apesar de estar na etapa inicial, o Hospital é o terceiro centro de pesquisa em número de inclusão de participantes no Brasil, atrás apenas de Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia e do Instituto do Coração (INCOR) São Paulo. 

Renée contou que no encontro foram abordadas formas de recrutamento. “O estudo teve início em julho do ano passado, mas ainda estamos na fase de inclusão de pacientes. Para participar é necessário ter fibrilação atrial e história de febre reumática. Os interessados podem nos procurar, no telefone (17) 3423-5306”, disse.

Ela destacou que reuniões de estudo são fundamentais para as trocas de informações. “É uma pesquisa multicêntrica. Estas participações são importantes para trocarmos experiências relacionadas aos assuntos que envolvem a pesquisa clínica como protocolos e estratégias de recrutamento de pacientes e retenção. Além disso, nos oferece possibilidade de novos estudos”, afirmou. 

A Pesquisa Clínica da Santa Casa está envolvida em estudos multicêntricos, incentiva a produção científica e educação permanente aos profissionais da área de saúde, alimenta um banco de dados com as patologias que a instituição atende. A pesquisa clínica muda paradigmas e a prática clínica possibilitando melhorias na saúde. “O ano de 2018 foi intenso com início de vários estudos relacionados a Fibrilação atrial, insuficiência cardíaca principalmente. Encerramos duas pesquisas e hoje temos 20 em andamento, sendo que 11 estão na fase de inclusão de pacientes”, afirmou médico investigador da Unidade, Dr. Mauro Esteves Hernandes.

O provedor do Hospital, Luiz Fernando Góes Liévana, destacou o trabalho da Unidade de Pesquisa, que coloca a Instituição em evidência no Brasil. “Desenvolvemos estudos em diversas áreas, visando sempre contribuir na qualidade assistencial, incorporação de novas tecnologias e na promoção e acesso à medicina mais atual, com foco na segurança dos nossos pacientes. Acreditamos sempre que o que for feito na prática clínica hoje, melhorará a qualidade de vida dos pacientes”, finalizou. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

dezoito − quatro =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password