Trump diz que ataques causaram danos mínimos a bases dos EUA no Iraque

À imprensa, o republicano reforçou informação anterior que assegurava que nenhum cidadão dos EUA foi morto no ataque. “Enquanto eu for presidente dos Estados Unidos, ao Irã não será permitido ter uma arma nuclear”, salientou Donald Trump.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, realizou hoje (8) um pronunciamento na Casa Branca para falar sobre o ataque do Irã a duas bases militares do país no Iraque ocorridos na noite de ontem (no horário de Brasília).

À imprensa, o republicano reforçou informação anterior que assegurava que nenhum cidadão dos EUA foi morto no ataque. “Nenhum americano foi ferido no ataque da noite passada. Não sofremos baixas, todos os nossos soldados estão seguros e tivemos apenas danos mínimos nas nossas bases militares”, declarou, afirmando que “nossas grandes forças americanas estão preparadas para tudo”.

Trump declarou ainda que “nenhuma vida iraquiana foi perdida” no ataque do Irã. Ainda assim, reforçou sua postura contra os iranianos, que, segundo ele, “criam o inferno” em países vizinhos no Oriente Médio. “O Irã andou procurando obter armas nucleares e ameaçar o mundo civilizado e não vamos permitir isso”, disse, pedindo o apoio de outros países, como Reino Unido e China, para que os iranianos abandonem suas posições. “Enquanto eu for presidente dos Estados Unidos, ao Irã não será permitido ter uma arma nuclear.”

Trump trata Suleimani como “o maior terrorista mundial”

Em seu pronunciamento, Trump defendeu também a ação que terminou com a morte do general Qassim Suleimani no último dia 3. O presidente dos EUA classificou Suleimani como “o maior terrorista do mundo” para justificar o ataque.

“Ele treinava terroristas, incluindo homens do Hezbollah”, afirmou. “Ele promoveu a morte de muitos soldados. Ele dirigiu ataques recentes que matou um americano e orquestrou um assalto violento na embaixada americana em Bagdá, e planejava outros alvos, mas nós o paramos.”

“Ele deveria ter sido executado há muito tempo. Ao eliminá-lo, mandamos uma mensagem poderosa aos terroristas: vocês não vão ameaçar a vida do nosso povo. Continuamos a avaliar respostas, vamos estabelecer novas sanções que vão permanecer até que o Irã mude sua postura”, declarou.

Inicialmente, o discurso de Trump seria aberto a um grupo restrito de jornalistas. No entanto, pouco antes da abertura do pronunciamento, a Casa Branca informou que o acesso a outros jornalistas seria permitido. Marcado para as 13h (horário de Brasília), o discurso começou atrasado, às 13h30.

FONTE: Informações | noticias.uol.com.br

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password