Tribunal do Júri condena a 20 anos de prisão empresário por feminicídio em Nova Granada

Daniel Teixeira foi condenado por matar a companheira Mayran Muriel, em novembro do ano passado. Advogado de defesa recorreu da sentença.

O empresário Danilo Teixeira Elias foi condenado a 20 anos e oito meses de prisão na tarde desta quinta-feira (31) pelo assassinato da companheira Mayran Muriel de Oliveira. A decisão foi no Tribunal do Júri, que durou seis horas no fórum de Nova Granada/SP.

O crime aconteceu em 2018 na cidade de Icém. O G1 tentou nesta sexta-feira (31) entrar em contato com o advogado de defesa de Danilo, mas ninguém atendeu às ligações.

Danilo foi condenado a 18 anos e 8 meses pelo homicídio com três qualificações: meio cruel, recurso sem defesa para vítima e pelo fato de ser feminicídio. O réu também foi condenado a dois anos por porte ilegal de arma de fogo.

O advogado de defesa já entrou com recurso no próprio Tribunal de Júri, mas a Justiça negou que Danilo recorra em liberdade. Ele, que estava no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Icém/SP, deverá ser transferido para alguma penitenciária da região.

O crime

Mayran, na época com 32 anos, foi morta estrangulada pelo companheiro dentro de casa, em Icém, no dia 18 de novembro de 2018.

Na época, segundo a Polícia Civil, Danilo matou a vítima pela manhã, passou à tarde em um bar e, à noite, quando voltou à residência, ligou para familiares dela para pedir perdão.

A família acionou a polícia e foi até o local, onde encontrou Mayvan Oliveira na cama, já sem vida.

Ainda de acordo com a polícia, o suspeito confessou que cometeu o crime por ciúmes. Com ele, os policiais encontraram uma arma de fogo, que foi apreendida.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password