Torcedor do Penapolense imita macaco para zagueiro da Portuguesa em jogo da Série A2

Léo Pereira discutiu com o torcedor no alambrado, mas não deve registrar ocorrência pela injúria racial. Diretoria do clube de Penápolis/SP pediu desculpas e disse que tentará identificar agressor.

A vitória da Portuguesa sobre o Penapolense, no último final de semana, por 1 a 0, pela Série A2 do Campeonato Paulista, não gerou apenas motivos para comemorações por parte dos atletas da Lusa. Um ato de aparente injúria racial manchou a partida realizada no estádio Tenente Carriço, o Tenentão, em Penápolis/SP.

Já no fim da partida, um torcedor do Penapolense imitou um macaco após o zagueiro Léo Pereira, da Lusa, fazer uma falta dura em um jogador do CAP. O zagueiro foi advertido com o cartão amarelo, e imagens do repórter cinematográfico Eduardo Durú, da TV TEMmostraram no mesmo momento um torcedor do time local aparentemente imitando um macaco nas arquibancadas ao protestar contra a falta de Léo Pereira.

Após a imitação do macaco, o torcedor ainda ficou rindo ao lado de um colega da torcida. Ao fim da partida, Léo Pereira foi até o alambrado para discutir com o torcedor. O episódio não foi relatado na súmula pelo árbitro Rafael Gomes Félix da Silva. Segundo a assessoria da Lusa, o jogador não deve registrar ocorrência.

– Um ser humano babaca que faz isso. Nos dias de hoje, o ser humano é igual. O Léo é um ser humano maravilhoso, se eu sou ele não dou importância para isso. Não é cor, o branco, negro, amarelo, azul que muda. Esse cara [torcedor] para mim não merece nem comentário. A justiça divina vai colocar ele no devido lugar – disse Fernando Marchiori, técnico da Portuguesa.

Após a repercussão do caso, o presidente do CAP, Nilso Moreira, divulgou nota informando que o clube “lamenta e repudia” o episódio e que tentará identificar o agressor.

– Repudiamos totalmente ao episódio como também qualquer outro ato envolvendo homofobia, violência ou racismo. Somos contra, como sempre fomos. Não estamos no futebol ou esporte para arrumar inimizade, mas para unir os povos e fazermos amigos. O clube tentará identificar o torcedor e exigir que publicamente faça o pedido de desculpa e perdão para o atleta e a todos os envolvidos – disse o dirigente.

Ainda de acordo com Moreira, caso o torcedor seja identificado, além de exigir o pedido de desculpas, ele será denunciado “ao menos na Federação Paulista de Futebol”. Segundo o dirigente, eventual denúncia criminal caberia à vítima da ofensa.

FONTE: Informações | globoesporte.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password