Santa Casa participa de Fórum Internacional de Sepse 

Coordenador de Urgência e Emergência, Dr. Chaudes Ferreira Junior, apresentou estudo sobre sepse na gestação complicada com síndrome de desconforto respiratório do adulto.  

A Santa Casa de Votuporanga está cada vez mais envolvida no enfrentamento da sepse, também conhecida como infecção generalizada. A Instituição participou de XVI Fórum Internacional de Sepse, no Rio de Janeiro na última semana, evento anual do Instituto Latino-Americano de Sepse (Ilas) em parceria com International Sepsis Forum (ISF). 

O coordenador da rede de Urgência e Emergência do município, Dr. Chaudes Ferreira Júnior, esteve na edição, acompanhado dos médicos Dr. Matheus Braga e Dr. Walter Serafim da Silva Neto, com objetivo de buscar a melhora do atendimento da Instituição, visando diagnóstico precoce e início do protocolo. 

O evento contou com a participação de pelo menos 10 pesquisadores e professores internacionais de alto gabarito que expuseram os resultados de suas mais recentes teses no cuidado ao paciente séptico. Dr. Chaudes foi um deles, com estudo sobre sepse na gestação complicada com síndrome de desconforto respiratório do adulto. 

A pesquisa foi desenvolvida pelos acadêmicos do curso de Medicina da Unifev, Erika Satie Yoshida e Pericles Emilio Pinheiro Silva, juntamente com Pamela Gonçalves Cristal, residente de Ginecologia e Obstetrícia e do coordenador de Urgência e Emergência como preceptor. A paciente foi atendida pela Santa Casa, com equipe de clínica médica e ginecologistas. 

Dr. Chaudes explicou o caso. “A grávida estava de 20 semanas quando compareceu ao Pronto Socorro com febre e vômitos. Ficou internada, inclusive com necessidade de permanência em Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Seu quadro era de sepse, uma complicação rara e que necessita de intervenção imediata para preservar as vitalidades materna e fetal. A equipe médica atuou com maestria, diagnosticando de maneira rápida e possibilitando que tanto a mãe quanto o bebê estivessem bem hoje e sem intercorrências na gestação”, destacou. 

O médico ressaltou a necessidade de participar destes congressos. “É um tema com grande impacto na assistência. A sepse é um conjunto de manifestações graves que ocorrem no organismo após uma infecção, causando várias alterações que danificam os órgãos. É a principal causa de mortes em unidades de terapia intensiva (UTIs) e também de mortalidade hospitalar tardia, superando o infarto e o câncer”, afirmou. 

O provedor da Santa Casa, Luiz Fernando Góes Liévana, enalteceu o trabalho da Instituição no combate à sepse. “Estamos iniciando a implantação do protocolo, visando diagnóstico precoce, associado ao tratamento adequado, que não temos dúvidas que salvará centenas de vidas”, finalizou. 

0 Comentários

Deixe um Comentário

18 − cinco =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password