Santa Casa orienta sobre Coronavírus

A Santa Casa de Votuporanga orienta toda a população sobre Coronavírus. Altamente transmissível, a Covid-19 (nome dado à doença causada pelo vírus) se espalhou de forma exponencial pelo mundo e já afeta 95 países. Entretanto, apesar do aumento de casos globais e da facilidade de transmissão, ela é raramente letal.

  • Foi confirmado caso de Coronavírus?

A Santa Casa de Votuporanga informa que foi registrado ontem (12/3) o primeiro caso suspeito de Coronavírus na Instituição. A paciente deu entrada às 17h15, com sintomas de gripe e relatou que teve contato com uma pessoa que viajou para Europa há 15 dias.

O caso foi notificado para a Vigilância Epidemiológica e coletada amostra que foi enviada para o Instituto Adolfo Lutz de São José do Rio Preto e, posteriormente, será encaminhada para São Paulo. A previsão é que o resultado saia nos próximos 5 dias úteis.

A paciente recebeu as orientações e teve alta no mesmo dia. Ela ficará em isolamento domiciliar.

Vale ressaltar que, durante todo o atendimento, ela utilizou máscara e ficou em isolamento de contato e respiratório. Os colaboradores também estavam paramentados com os equipamentos necessários para o atendimento e cumpriram as precauções orientadas pelo Ministério da Saúde.

  • Qual o protocolo de atendimento?

Pacientes que apresentem sintomas respiratórios e que viajou a países com casos da doença ou ainda manteve contato com quem esteve nestes países, passam pelo Protocolo de Atendimento recomendado pelo Ministério da Saúde, que contempla as seguintes ações imediatas: isolamento do paciente por Precaução de Gotículas e Contato; notificação do caso para Vigilâncias Epidemiológicas Municipal e Estadual; coleta e encaminhamento ao Instituto Adolfo Lutz de São Paulo; internação se o caso for grave ou alta, se caso for leve, com orientação de isolamento domiciliar por 14 dias e retorno imediato se piora dos sinais e sintomas da doença.

  • Existirá uma ala de isolamento no Hospital?

A Santa Casa reafirma que o paciente com os sintomas ficará em quartos com isolamento de contato e respiratório.

  • Quais os cuidados com os profissionais de saúde?

Os profissionais de saúde receberam treinamentos quanto ao Protocolo de Atendimento recomendado pelo Ministério da Saúde. Além disso, são paramentados com os equipamentos  de proteção individual (EPIS) necessários para o atendimento e cumprimento das precauções orientadas pelo Ministério da Saúde.

A higienização das mãos e uso de álcool em gel seguem as recomendações preconizadas.

  • O que são considerados casos suspeitos?

● Febre e sintomas respiratórios (por exemplo, tosse e dificuldade para respirar) e nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, histórico de viagem a área com transmissão local;

● Febre ou sintomas respiratórios (por exemplo, tosse e dificuldade para respirar) e nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, tenha tido contato próximo com caso suspeito ou confirmado para novo Coronavírus

● Febre ou sintomas respiratórios (por exemplo, tosse e dificuldade para respirar) e nos últimos 14 dias antes do início dos sintomas, tenha tido contato próximo domiciliar com caso confirmado para novo Coronavírus.

  •  Onde procurar o atendimento?

Nos casos de sintomas, os pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS) devem procurar as unidades básicas de saúde. Os usuários de convênios e particulares devem procurar seus médicos clínicos gerais ou aqueles que já fazem algum tipo de acompanhamento. Os casos graves deverão ser encaminhados para os hospitais.

  • Quais os grupos de risco?

Como visto anteriormente em outros vírus respiratórios semelhantes (como o vírus da gripe e o rinovírus), gestantes, portadores de doenças crônicas como diabetes e hipertensão, populações imunossuprimidas e pessoas de extremos de idade (crianças e idosos) têm mais chance de desenvolver um quadro grave da doença.

  • Como é transmitido?

A transmissão costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: gotículas de saliva; espirro; tosse; catarro; contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão; contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Os Coronavírus apresentam uma transmissão menos intensa que o vírus da gripe.

  • Tratamento

Não existe tratamento específico para infecções causadas por coronavírus humano. No caso do Coronavírus, são indicados repouso e consumo de bastante água, além de algumas medidas adotadas para aliviar os sintomas, conforme cada caso, como, por exemplo:

– Uso de medicamento para dor e febre (antitérmicos e analgésicos).

– Uso de umidificador no quarto ou tomar banho quente para auxiliar no alívio da dor de garanta e tosse.

  • Qual a prevenção?

 – Lavar sempre as mãos com água e sabão e evite levar as mãos ao rosto;

– Usar sempre álcool em gel;

– Não compartilhar utensílios de uso pessoal (toalhas, copos, talheres e travesseiros);

– Caso você faça parte do público alvo da vacina contra gripe, imunize-se todos os anos;

– Mantenha hábitos saudáveis, alimente-se bem, coma verduras e frutas e beba bastante água.

  • Vazamento de informações

A Santa Casa de Votuporanga fez um boletim de ocorrência e abriu sindicância interna para averiguar possível vazamento de informações. Se necessário for, tomará medidas cabíveis.

  • Fake News

A Santa Casa de Votuporanga alerta à população para que tenha cuidado com a propagação de fake news. O tema tem causado pânico na comunidade, mas ressaltamos que estratégias foram feitas a fim de garantir a execução do Protocolo de Atendimento do Ministério da Saúde.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password