SAIDINHA TEMPORÁRIA LIBERA 1,6 MIL PRESOS DA REGIÃO

Detentos saem das unidades no dia 17 e devem voltar no dia 23 de março

A Justiça vai liberar na próxima terça-feira, 17, um grupo de 1.617 mil presos da região para a primeira saída temporária do ano da rede prisional estadual. O período em liberdade se estende até o dia 23 de março.

Na última saída temporária, foram beneficiados 1.524 presos, que ficaram em liberdade temporária de 20 a 26 de dezembro do ano passado. Ao final do prazo, ficou constatada a fuga de 58 detentos.

Segundo informações do Departamento de Execução Criminal (Deecrim de Rio Preto), esta será a primeira vez, após anos, que a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) libera de uma vez só todos os presos que têm direito ao benefício no Estado. Até o ano passado, a SAP fazia a liberação de forma escalonada por toda a rede prisional, como forma de não colocar um grande volume da população carcerária nas ruas de uma vez só.

Serão liberados 1.522 presos do Centro de Progressão Penitenciária de Rio Preto (CPP) e mais 95 detentos que já têm direito a cumprir o restante de suas penas em unidade prisional de regime semiaberto, mas permanecem em cadeias de regime fechado por falta de vagas na rede estadual. O CPP de Rio Preto, por exemplo, tem capacidade para 1.079 detentos, mas tem hoje 1.977, segundo a SAP.

Entre os 95 detentos, 45 sairão da Penitenciária de Riolândia, 15 do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Riolândia, 18 do CDP de Paulo de Faria e 17 do CDP de Icém.
Os pedidos dos presos para serem incluídos na lista de beneficiados foram analisados pelo juiz Evandro Pelarin – titular da Vara da Infância e da Juventude e juiz auxiliar no 8ª Deecrim.

De acordo com a Justiça, todos os presos beneficiados apresentaram bom comportamento durante o cumprimento das penas. Durante esses sete dias, os detentos têm direito a conviver com seus familiares como forma de ressocialização e recuperação de sua vida criminal.

Dos 1,6 mil homens liberados, apenas 44 vão sair das celas com tornozeleiras eletrônicas para serem monitorados em tempo real. O restante terá seus endereços enviados para a Polícia Militar e será vigiado por meio de rondas. Por lei, todos estão proibidos de se ausentar de casa no período noturno e não podem frequentar ambientes de venda ou distribuição de bebidas alcoólicas.

Também fazem parte da lista de saída temporária 47 mulheres que cumprem penas no Centro de Ressocialização Feminina (CRF) de Rio Preto. Todas serão monitoradas pelas tornozeleiras eletrônicas.

Estão previstas em 2020 mais três saídas temporárias de presos – em junho, setembro e dezembro, mas as datas ainda não foram estabelecidas.

Diário da Região:

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password