Polícia Civil prende membros de organização criminosa envolvidos em homicídios na região

Fase da Operação Bala de Prata foi desencadeada nesta sexta-feira.

A Polícia Civil de Araçatuba/SP, com apoio da Polícia Civil de Valparaíso/SP, prendeu duas pessoas durante a Operação Bala de Prata, desencadeada nesta sexta-feira (14). Outras cinco pessoas, que já estavam presas, tiveram mandados cumpridos e também serão investigadas.

A ação foi realizada para cumprir 15 mandados de prisão de membros da facção criminosa que atua dentro e fora de presídios paulistas, o Primeiro Comando da Capital em Valparaíso e Guararapes/SP. Outros 11 mandados de busca e apreensão também foram cumpridos.

Os alvos, segundo a polícia, foram envolvidos em quatro homicídios ocorridos em Araçatuba, Valparaíso e Pereira Barreto/SP. A motivação desses crimes teria sido causada por disputa do território do tráfico de drogas nas cidades e por vingança.

Segundo informações apuradas pelo sbtinterior.com, a polícia também prendeu drogas e celulares, que serão periciados pela polícia.

Os alvos da investigação podem ter co-relação com a tentativa de homicídio ocorrida na Santa Casa de Araçatuba, em janeiro. Na ocasião, um homem, que estava internado no hospital após levar um tiro na perna, foi vítima de um atentado dentro da unidade de saúde e baleado nas mãos e braço, mas não foi assassinado.

O atirador entrou no hospital informando que levaria comida para um paciente.

Os dois presos hoje em Valparaíso seriam encaminhados para Araçatuba e os outros cinco presos já estavam detidos na Cadeia de Penápolis/SP no CDP (Centro de Detenção Provisória) de Lavínia/SP. Três pessoas continuam foragidas.

FONTE: Informações | sbtinterior.com / Kaio Esteves / Jéssica Taboas

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password