Polícia Civil ouve testemunhas de atropelamento que deixou 15 pessoas feridas e duas mortas em bar

Caso foi registrado na noite de domingo na frente de um bar, em Nova Independência/SP. Motorista permanece preso preventivamente no Centro de Detenção Provisória do município; duas vítimas continuam internadas.

A Polícia Civil de Nova Independência/SP começou a ouvir nesta terça-feira (27) as testemunhas do atropelamento que deixou duas pessoas mortas e outras 15 feridas.

O caso foi registrado na noite de domingo (26), na frente de um bar que fica na região central do município, onde ocorria uma festa organizada pelo dono do estabelecimento.

O mecânico Paulo Alves da Silva, de 48 anos, identificado como motorista da caminhonete, teve a prisão preventiva decretada na tarde de segunda-feira (27). O depoimento dele será colhido na quinta-feira (30) no Centro de Detenção Provisória de Nova Independência, onde ele segue à disposição da Justiça.

Os investigadores têm 30 dias para concluir o inquérito que, por enquanto, acusa o motorista de duplo homicídio qualificado, 14 tentativas de homicídio qualificado, contravenção penal de vias de fato, crime de embriaguez ao volante e porte de munição de uso permitido.

Confusão

De acordo com o comandante da Polícia Militar de Andradina/SP, Valdomiro Garcia Rafael Júnior, o mecânico estava na festa, que tinha alvará da prefeitura para reunir 300 pessoas, quando jogou uma cadeira para cima e acertou as costas de uma mulher com uma criança no colo.

Ela foi questioná-lo sobre o motivo, mas foi empurrada e caiu no chão. Outras pessoas viram a cena, foram para cima de Paulo e começaram a agredi-lo.

Após a confusão, o mecânico saiu do local, andou cerca de 150 metros, entrou na caminhonete e atropelou as pessoas que estavam na frente do bar.

Equipes da Polícia Militar foram chamadas e flagraram Paulo sendo novamente agredido pelas pessoas que não tinham sido atropeladas pelo veículo.

Ambulâncias compareceram ao local do crime e prestaram socorro às vítimas, inclusive ao motorista, que ficou ferido.

Ao todo, 17 pessoas foram atropeladas, precisaram ser socorridas e levadas para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e à Santa Casa de Andradina.

Duas dessas vítimas, identificadas como João Bringel, de 56 anos, e Jhonatan Coelho Rocha, de 26, não resistiram aos ferimentos e morreram. O corpo delas foi velado e enterrado no Cemitério Municipal de Nova Independência no começo da noite de segunda-feira.

Internados

Um jovem de 18 anos e uma adolescente de 16 anos ainda continuam internados na Santa Casa de Andradina/SP.

De acordo com a Santa Casa, o jovem de 18 anos deu entrada no hospital, por volta das 23h06, com fratura facial, escoriações leves e lesões na nunca e supercílio.

Ele foi submetido a procedimentos médicos, saiu da Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) na tarde de segunda-feira (27) e permanece em estado estável.

A adolescente de 16 anos deu entrada na unidade hospitalar, por volta das 23h21, com fratura exposta na clavícula.

Ela segue internada no quarto aguardando para ser submetida a uma cirurgia. A data para a intervenção ser realizada não foi divulgada.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password