Nos EUA: Tornados deixam 22 mortos no Tennessee

Capital Nashville foi bastante atingida. Votação da Superterça teve horário adiado por causa dos estragos.

Tornados que atingiram o estado do Tennessee, nos EUA, nesta terça-feira (3) deixaram 22 mortos e danificaram pelo menos 40 construções. O centro da capital, Nashville, foi bastante atingido.

A polícia pediu para que as pessoas fiquem em casa, pelo menos até que se saiba detalhes sobre os riscos na cidade.

Bombeiros encontraram corpos em escombros de casas enquanto tentavam resgatar pessoas com vida, disse a porta-voz do serviço de emergências, Maggie Hannan.

Escolas, cortes de Justiça e linhas de trânsito foram fechadas, e a votação na Superterça foi adiada (veja mais abaixo).

O prefeito, John Cooper, disse que além dos mortos há pessoas feridas em hospitais.

Nashville ficou com ruas cheias de lixo e entulhos após a chegada do primeiro tornado, logo após a meia-noite no horário local.

Moradores relataram sobre o desespero vivido quando suas casas vieram abaixo. Segundo as autoridades, milhares de pessoas ficaram sem energia elétrica.

Imagens da emissora local do canal americano ABC mostraram vários carros empilhados, estabelecimentos destruídos e o que parecia ser uma dezena de aeronaves esmagadas umas nas outras no aeroporto John C. Tune, em Nashville.

Atraso nas prévias

A votação nas prévias do Partido Democrata em Nashville, a capital e a cidade mais populosa do estado do Tennessee, foi adiada em uma hora, nesta terça-feira (3), por causa dos danos do tornado na região.

Além de Nashville, também foi alterado o horário de votação no condado de Wilson.

As urnas iam começar a receber os eleitores às 7h locais (10h de Brasília), mas o horário foi alterado para 8h (11h de Brasília).

Uma parte dos eleitores também precisará mudar de local de votação – há edifícios inacessíveis, e outros, sem luz.

Nesta terça-feira (3) acontece a Superterça nos Estados Unidos: 14 estados realizam uma votação entre os eleitores do Partido Democrata para decidir quem será o adversário de Donald Trump, nas eleições americanas que acontecem no dia 3 de novembro.

Este ano, a Superterça pode ser ainda mais decisiva, já que passou a incluir a Califórnia, estado com o maior número de delegados do país, e que antes realizava suas primárias em junho. Sozinhos, os californianos vão decidir o destino de 415 delegados, que terão direito a voto na convenção do partido, em julho.

Somando todos os 14 estados e o território de Samoa Americana, 1.357 delegados serão distribuídos pelos eleitores nesta terça-feira. Considerando que um candidato precisa chegar à convenção democrata com 1.991 para garantir sua nomeação, é fácil entender o peso da data.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password