No RJ: Grávida morta a pauladas pelo ex-namorado é enterrada

O suspeito matou a jovem por não aceitar a gravidez. Preso dois dias após cometer o crime, Fábio Silva confessou o assassinato.

Suspeito de assassinar ex-namorada grávida de quatro meses é preso pela Polícia Civil, no mesmo dia em que o corpo da vítima é velado, sob forte comoção, em cemitério de Niterói, no Rio de Janeiro.

Julia Inez Rodrigues Soares, de 25 anos, morreu na noite de domingo (6), vítima de duas pauladas na cabeça. O corpo da vítima foi encontrado na manhã de segunda-feira (7) em sua casa, na Praia do Sossego, em Camboinhas. Um laudo do IML (Instituto Médico Legal) constatou as lesões na cabeça.

O principal suspeito é o motorista de aplicativo Fábio Souza da Silva, ex-namorado da vítima, preso ontem (8), enquanto seguia com um passageiro pela Ponte Rio-Niterói. Ao ser detido, Fábio chegou a negar as acusações, mas, confessou o assassinato logo depois.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista de aplicativo, que também é militar inativo da marinha, matou Júlia por não aceitar a gravidez da ex-namorada. Depois de cometer o crime, Fábio chegou a contatar a família da vítima para avisá-los de uma briga entre o casal e que havia deixado Julia Soares nas proximidades do bairro Pendotiba, também em Niterói. Os agentes acreditam que o suspeito premeditou o assassinato da jovem.

O acusado vai responder por feminicídio e aborto provocado sem o consentimento da vítima. Com pena de até 40 anos de prisão.

FONTE: Informações | SBT

0 Comentários

Deixe um Comentário

7 + dezessete =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password