No DF: Ex-namorada não aceita fim da relação e esquarteja vigilante, diz polícia 

Segundo investigações, suspeita cometeu crime com ajuda de um comparsa; os dois estão presos. A vítima, Marcos Aurélio Rodrigues de Almeida, tinha 32 anos.

A Polícia Civil do Distrito Federal afirma que o vigilante Marcos Aurélio Rodrigues de Almeida, de 32 anos, foi morto e esquartejado por uma ex-namorada que não aceitava o fim da relação. Nesta quarta-feira (13), a mulher e um comparsa, que teria ajudado no crime, foram presos.

A identidade dos suspeitos não foi revelada. A vítima estava desaparecida desde sábado (9), após sair do trabalho, no SIG (Setor de Indústrias Gráficas). Partes do corpo do homem foram encontradas em diferentes quadras de Samambaia, onde ele morava.

Segundo a Polícia Civil, a mulher teve um relacionamento com o vigilante e não aceitava o fim da relação. No sábado, a vítima passou na casa da suspeita após sair do trabalho, onde foi alvo de uma emboscada armada por ela com a ajuda do comparsa.

Os dois suspeitos foram localizados na QR 325. A Justiça do DF decretou a prisão temporária deles por prazo de 30 dias.

O caso é investigado pela 32ª Delegacia de Polícia, em Samambaia. Segundo o delegado responsável pelo caso, ainda falta a realização de diligências finais para a conclusão do inquérito.

O crime

A família de Marcos Aurélio Rodrigues de Almeida registrou o desaparecimento depois que o vigilantes parou de dar notícias, no sábado. Segundo a Polícia Civil, a vítima foi esfaqueada e esquartejada.

Os braços e pernas dele foram encontrados na segunda-feira (11), em um bueiro na QR 327, em Samambaia. Já o tronco foi localizado na QR 325.

Na madrugada desta quarta (13), uma das coxas da vítima foi encontrada na QR 317. A polícia ainda procura pela cabeça da vítima.

FONTE: Informações | G1/DF

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password