Morre policial militar de Rio Preto baleado em São Paulo

Rafael Bruzadin Rezende era rio-pretense, mas morava na capital paulista desde 2012; corpo foi velado e enterrado na capital paulista, onde mora a esposa que está grávida.

O policial militar Rafael Bruzadin Rezende, de 34 anos, morreu neste domingo, 14, após ficar quase três meses internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do hospital Santa Marcelina, em São Paulo.

Ele estava em coma desde dia 21 de janeiro deste ano, quando foi baleado no abdômen e na cabeça depois de reagir a uma tentativa de assalto, no bairro Aricanduva, na Zona Leste de São Paulo. O corpo de Rafael foi velado e enterrado na manhã desta segunda-feira, 15, no cemitério de Itaquera, na capital paulista.

No dia do crime, o policial que trabalhava na 1ª Companhia do 38º Batalhão da PM, estava sem uniforme. Rafael era de Rio Preto, mas trabalhava como policial em São Paulo, onde morava com a esposa, grávida do primeiro filho.

O caso

A câmera de segurança de um prédio residencial registrou a ação dos bandidos. O policial pilotava uma Kawasaki Z650 quando foi interceptado por duas pessoas em uma Honda CG. A dupla desce da moto e um deles aponta uma arma para a vítima. Rafael resiste à tentativa de assalto, saca uma pistola .40 e atira contra os bandidos que são atingidos.

O assaltante armado também atira e atinge o policial no abdômen, antes de cair no chão. O piloto da moto, um adolescente de 16 anos é atingido com um tiro na perna, mas consegue fugir a pé.

Em seguida, devido ao ferimento, Rafael se senta e usa o celular para pedir socorro. Nesse momento, o bandido que estava caído se levanta e com a arma do próprio policial efetua um disparo contra a cabeça dele e depois foge de moto.

A Polícia Militar foi acionada por testemunhas e conseguiu prender o adolescente e o comparsa dele.

Felipe Nunes – diarioweb.com.br

 

0 Comentários

Deixe um Comentário

oito + 7 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password