Moradora de Votuporanga excluída de concurso público da Polícia Militar por cicatriz recorre à Justiça

Uma moradora de Votuporanga foi excluída de um concurso de soldado da Polícia Militar por possuir cicatriz na barriga. Ela foi aprovada em todas as etapas, porém no exame médico foi reprovada.

A candidata alega que a cicatriz é de uma laparoscopia para corrigir refluxo, em cirurgia realizada em 2011, porém sem deixar qualquer sequela ou problemas físicos.

Após a exclusão do certame a mulher ingressou com ação judicial contra o Estado com pedido para continuar na disputa para o preenchimento de 2.700 vagas na Polícia Militar paulista.

Em defesa, o Estado alegou que a mulher tinha conhecimento do edital e que seria submetida a exames médicos. Também afirma que ela possui patologia que implica na inaptidão, a qual pode ser agravada pela prática de exercícios e treinamentos realizados na corporação, o que pode complicar a saúde da candidata.

Pondera ainda que na Escola Superior de Soldados os aprovados passam por treinamento físico intenso, por isso houve a exclusão dela.
O juiz de Votuporanga determinou a realização de perícia e abriu prazo para novas manifestações das partes.

Fonte: Votutudo

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password