Ministério Público pede internação de menor que postou fotos com réplica de fuzil

Jovem foi levado para a cadeia de Penápolis/SP e aguarda uma vaga na unidade da Fundação Casa, onde ficará recolhido provisoriamente.

Ontem (22), a Justiça acatou o pedido do Ministério Público e mandou apreender por 45 dias o jovem de 14 anos que foi denunciado após fazer apologia ao crime nas redes sociais, em Penápolis/SP.

Segundo informações da Polícia Militar, após receber uma denúncia, uma equipe foi à casa do jovem, na terça-feira (19), e constatou que a arma se tratava de uma réplica, do tipo airsoft.

No local, também foram encontrados e apreendidos um facão, uma faca e dois socos ingleses.

Ainda de acordo com a polícia, o menor foi levado à delegacia, ouvido e liberado. O Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso e encaminhou o menino para um psicólogo. Entretanto, três dias depois, a promotoria entendeu que o menor tem perfil violento e oferece risco à sociedade. Além das postagens nas redes sociais, ele também teria demonstrado simpatia por atentados violentos que ocorreram na semana passada.

O MP alegou ainda que o jovem já teria estourado uma bomba em uma escola em que estudou e que possui antecedentes violentos. A promotoria também afirmou que encontrou características suicidas no celular dele, que foi apreendido e periciado.

O jovem foi levado para a cadeia de Penápolis/SP e aguarda, em uma cela especial, uma vaga na unidade da Fundação Casa, onde ficará recolhido provisoriamente, até o desfecho do procedimento que apura o caso na Vara da Infância e Juventude.

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página