Justiça decide soltar mulher que matou namorado após ser agredida

Caso aconteceu em São José do Rio Preto/SP, na quarta-feira (20); juiz entendeu que mulher agiu em legítima defesa.

A dona de casa de 27 anos, que matou o namorado após ser agredida por ele na madrugada de quarta-feira (20), em São José do Rio Preto/SP, foi solta após decisão da Justiça.

A decisão foi do juiz de direito Eduardo Garcia Albuquerque. No entendimento do magistrado, a mulher agiu em legítima defesa ao aplicar um golpe de faca no funileiro Fabiano Perpétuo Gomes da Silva, de 41 anos.

O fato de a dona de casa ser ré primária e mãe de três filhos, todos menores de idade, também pesou na decisão da Justiça. Ela também disse, em depoimento, que não teve a intenção de matá-lo, mas sim de tentar impedir as agressões que estava sofrendo.

O CRIME

Segundo informações do boletim de ocorrência, a Polícia Militar fazia um patrulhamento na região norte da cidade, quando recebeu a informação de que havia acontecido um homicídio naquela região.

No local, que estava aglomerado, os policiais encontraram o funileiro, sem vida, caído no chão. Diversas testemunhas contaram à polícia que a mulher era agredida constantemente pela vítima.

O crime aconteceu na frente de um bar que também funcionava como pastelaria. Ainda segundo o boletim de ocorrência, Fabiano começou a agredir a namorada dentro do local e foi para a calçada esperar ela sair. A mulher saiu do estabelecimento com uma faca de cozinha na mão, o esfaqueou o funileiro com um golpe no peito. Em seguida, ela fugiu.

Quando os policiais estavam no local, ela se apresentou, mas negou o crime. A mulher foi detida, levada para a delegacia e encaminhada para o Deic. O corpo de Fabiano foi levado para o Instituto Médico Legal (IML)​ e liberado após exames para os familiares.​

FONTE: Informações | sbtinterior.com

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password