Justiça de Votuporanga marca audiência de acusado de matar Claudenice Ferreira Muniz 

Richard Bruno Rossan Botelho é acusado de matar a ex-companheira com vários golpes de faca, no dia 21 de julho deste ano. 

A Justiça negou liberdade provisória e marcou para o dia 03 de fevereiro de 2020 a audiência de instrução processual do homem de 32 anos, acusado de matar a ex-companheira com pelo menos uma dezena de facadas, no dia 21 de julho deste ano, em um imóvel localizado na Avenida Deputado Áureo Ferreira, no bairro Vicentina, em Votuporanga/SP. 

O juiz escreveu que o autor do bárbaro crime que chocou toda região não tem direito de aguardar julgamento em liberdade. Na audiência serão interrogadas testemunhas comuns (tanto de defesa quanto de acusação), policiais civis, familiares da vítima e do réu, de Votuporanga e Mirassol/SP, e o próprio acusado, Richard Bruno Rossan Botelho. 

Da acusação 

A Promotoria Pública de Votuporanga denunciou formalmente o réu por feminicídio. A vítima, Claudenice Ferreira Muniz, de 43 anos, foi atingida por ao menos dez facadas.  

Após a fase de instrução, o juiz deve mandar o acusado para júri popular. De acordo com a denúncia, o acusado “encurralou” a vítima no banheiro, desferindo os golpes em regiões letais, como pescoço, tórax e cabeça. 

Segundo o processo, o assassino era usuário de crack e brigou com a vítima, que discordava do vício. Após o crime o criminoso fugiu para Mirassol, onde foi preso. Ele aguarda o julgamento preso. 

FONTE: Informações | Votuporanga Tudo 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password

Você não pode copiar o conteúdo desta página