Hospital de Campanha de Votuporanga zera internações de COVID nesta terça-feira

Estrutura foi montada para atender casos graves e moderados de Covid-19

O Hospital de Campanha de Votuporanga não tem nenhum paciente internado nesta terça-feira, 20. A estrutura foi montada em abril deste ano, em uma parceria entre prefeitura e empresas, para atender casos graves ou moderados da Covid-19, com 23 leitos de suporte ventilatório e hemodiálise.

Segundo a Prefeitura de Votuporanga, a unidade já tratou mais de 230 pacientes, que receberam cuidados médicos enquanto aguardavam vagas em leitos de UTI de hospitais de Votuporanga e do Estado. A transferência dos pacientes é coordenada pela Central de Regulação de Ofertas e Serviços de Saúde (Cross). “Como temos 23 leitos destinados para a nossa população, nesse período que faltou vagas em muitas cidades, aqui conseguimos acolher os casos graves e moderados”, destacou Ivonete Félix do Nascimento, secretária de Saúde de Votuporanga.

No Hospital de Campanha, os pacientes recebem acompanhamento médico e de uma equipe multidisciplinar, formada por fisioterapeutas, nutricionistas e fonoaudiólogos, além do suporte ventilatório e de hemodiálise. “Todo esse sistema de atendimento ajudou muito na recuperação das pessoas que aqui passaram, sendo que muitos receberam alta sem a necessidade de irem para os hospitais, o que contribuiu também com o sistema de saúde de toda a nossa região. Um dos grandes diferenciais foi a possibilidade de termos uma hemodiálise a disposição de todos que precisaram”, explicou a secretária.

Investimento

Os contratos do Hospital de Campanha de Votuporanga terminariam em julho, mas foram prorrogados por 30 dias, período em que a Prefeitura assumiu 100% do custeio da unidade, incluindo compra de medicamentos e insumos, além da equipe de profissionais necessária para dar qualidade no tratamento desses pacientes. O investimento mensal ultrapassa os R$ 3 milhões. “O Hospital vem cumprindo a sua missão de contribuir na recuperação e no suporte para a evolução positiva desses pacientes. Conseguimos colocar ele para funcionar em menos de dez dias, graças ao apoio da comunidade e de empresários’, afirmou o prefeito Jorge Seba.

Núcleo Digital/diarioweb.com.br

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password