GALERIA É CONDENADA A PAGAR MAIS DE R$ 1 MILHÃO DE INDENIZAÇÃO À FAMÍLIA DE JOVEM MORTA EM DESABAMENTO DE MARQUISE

A Justiça condenou uma galeria de Penápolis (SP) a pagar mais de R$ 1 milhão de indenização à família de uma jovem de 18 anos que morreu após o desabamento de uma marquise do prédio, em novembro de 2019. A decisão cabe recurso.

O Tribunal de Justiça de São Paulo informou ao g1 que o processo segue em segredo de Justiça e, por isso, não deu detalhes do valor que será destinado a cada familiar.

O desabamento aconteceu em 23 de novembro de 2019 na esquina das ruas São Francisco com a Manuel Bento da Cruz. A balconista Késia Aquilino Cândido foi atingida pelos escombros e não resistiu aos ferimentos.

De acordo com o pai da jovem, ela saiu de casa acompanhada do marido para comprar roupas em uma loja na região central do município e visitar a irmã.

Além da balconista, a fisioterapeuta Juliana Maria Garcia também foi atingida pela marquise, mas foi encaminhada a um hospital e recebeu alta dias depois. Ela estava com a filha, que tinha 4 anos na época, mas a menina não foi atingida pelos escombros. No ano passado, um laudo pericial do Instituto de Criminalística havia apontado que o excesso de material impermeabilizante e a estrutura de concreto mal posicionada contribuíram para a queda da estrutura.

Segundo o laudo, sucessivas camadas de impermeabilização sobrepostas aumentaram em aproximadamente 82% o peso original da marquise. Os peritos entenderam que a armadura negativa também estava mal posicionada e que havia rachaduras na parede frontal sob a marquise.

No entanto, não foi possível determinar a idade das rachaduras ou se elas eram anteriores ou posteriores ao desabamento, ainda de acordo com o laudo.

Fonte: G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password