Gaeco faz operação contra desvio de verba da Saúde em Palestina

Ação é um desdobramento da operação que apura desvio de verba e que prendeu o ex-prefeito da cidade Fernando Luís Semedo no fim do ano passado.

O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) faz uma operação para cumprir 11 mandados de busca e apreensão em Palestina (SP) nesta sexta-feira (22). A ação é um desdobramento da operação que apura desvios de verbas destinadas à prestação de serviços de Saúde e tratamento de pacientes com Covid-19.

A operação prendeu, em dezembro, o então prefeito de Palestina Fernando Luís Semedo. Semedo não ocupa mais o cargo e, atualmente, cumpre prisão domiciliar autorizada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Na ação desta sexta-feira (22), agentes do Ministério Público fizeram buscas em imóveis que têm ligação com o ex-prefeito, em estabelecimentos comerciais e em uma propriedade rural.

Além do ex-prefeito, investigações apontam que pelo menos cinco servidores da Prefeitura de Palestina são suspeitos de participar dos desvios de dinheiro.

De acordo com o Gaeco, os investigados teriam desviado R$ 8 milhões dos recursos da Saúde por meio da contratação de empresas de fachada que, conforme apontam as investigações, não tinham sede, equipamentos, estrutura e funcionários, além de não serem contratadas pela prefeitura do município.

G1

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password