Funcionário terceirizado passa mal e morre no Palácio do Planalto

Homem de 49 anos era funcionário terceirizado da empresa Apece, que presta serviço para o governo. O Presidente da República, Jair Bolsonaro, não estava no Palácio do Planalto no momento da ocorrência.

A Presidência da República confirmou o falecimento de Marco Aurélio Fagundes dos Anjos, de 49 anos, que passou mal enquanto trabalhava no Palácio do Planalto, no início da tarde desta quinta-feira (19). Ele era funcionário terceirizado da empresa Apece, que presta serviço para o governo.

Segundo a Secretaria-Geral da Presidência, responsável pela administração do prédio, Marco Aurélio sofreu um mal súbito e foi atendido de forma imediata. Um helicóptero do Corpo de Bombeiros e ao menos duas ambulâncias do Serviço Móvel de Atendimento de Urgência (Samu) foram acionadas para prestar socorro. Apesar de sucessivas tentativas de reanimação cardiorespiratória, Marco Aurélio não resistiu e morreu. De acordo com o governo federal, a família do funcionário foi informada sobre a fatalidade.

O presidente Jair Bolsonaro não estava no Palácio do Planalto no momento da ocorrência. Desde que recebeu alta médica, no início da semana, o presidente vem despachando do Palácio da Alvorada, residência oficial.

FONTE: Informações | Agência Brasil

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password