Especialista alerta para desenvolvimento ou agravamento da miopia durante home office

Frequente exposição a monitores de celular, computador e tablet podem prejudicar a visão a longas distâncias. Oftalmologista de Araçatuba/SP dá orientações.

Com a pandemia do novo coronavírus, muitos trabalhadores precisaram transferir o trabalho para o home office e alunos tiveram de se adaptar às aulas online. Por isso, o período em frente às telas de computador aumentou.

Dependendo do tempo em contato com a luz azul dos monitores, problemas de visão como a miopia, que é a dificuldade de enxergar a longas distâncias, podem se agravar. Este alerta serve principalmente para crianças e os pais devem se atentar a esse problema.

A biomédica Jamila Mendonça de Souza, mãe de João Pedro, conta como está sendo a experiência do filho em Araçatuba/SP.

“Depois da aula online, ele só quer ver TV e ir para o celular ou iPad. Eu até tento dar outras opções de brincadeiras, como amarelinha, bola, brincadeira com água, mas ele pouco se interessa, mesmo que eu esteja na brincadeira, porque ele diz que não tem graça. Ele quer brincar com os amiguinhos da idade dele, então comigo não tem graça. Eu estou bem preocupada no sentido de quanto isso vai prejudicá-lo lá na frente”, comenta.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o uso intenso desses eletrônicos está agravando os casos de miopia. O órgão estima que, em 2050, mais de 50% da população mundial terão desenvolvido a doença.

“Pelo fato de a visão de perto necessitar que se contraia o músculo na região do olho, quando você é criança que está crescendo fica muitas horas diariamente com esse esforço para perto, não só com itens de tecnologia, até mesmo livros, se ela não tem estímulo ao ar livre para longe, o tanto de horas que ela fica com esse músculo contraído favorece o alongamento do eixo do olho e isso é a miopia. Então, você predispõe as crianças à miopia e quem já tinha potencial genético, familiar de miopia, você pode fazer com que essa miopia progrida mais do que naturalmente ela não aconteceria”, explica o médico oftalmologista André Marçon.

O problema pode atingir também os adultos, como é o caso da auxiliar administrativa Érica Watanabe, que está trabalhando em home office e agora o tempo em frente ao computador aumentou.

“Eu senti um pouco de diferença, sim, por ter miopia e, querendo ou não, você acaba ficando um pouco mais, você vai ver e passou uma ou duas horas e você está ali trabalhando. Então, eu tive que fazer um pouco de mudança: estou evitando ficar muito tempo no celular, mesmo depois da hora do expediente e também faço alguns exercícios, o que é muito bom para a vista”, afirma.

Pode ser com computadores, celulares ou tablets, é preciso ter controle durante o uso. “Deu 40 minutos, dá uma pausa, vai tomar uma água, olha para um local distante. Quando a gente olha na janela, para a esquina ou em um prédio no horizonte, você relaxa a sua musculatura. Se você fizer isso por 30 segundos, já basta para descansar. Então, se você vai ter uma jornada de seis a sete horas, de 40 em 40 minutos dá uma pausa dessas bem breves, que já melhora o cansaço”, orienta o oftalmologista.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password