Doria fala em aplicação da Coronavac em janeiro e volta ao normal em abril de 2021

A Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) realizará até outubro testes finais da Coronavac em 500 voluntários – todos da área da saúde

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou nesta segunda-feira (27) que a vacina Coronavac, em teste final realizado no Instituto Butantan em parceria com laboratório chinês Sinovac, deve ser aplicada em massa em janeiro de 2021. 
 
Em entrevista à Rádio Itatiaia, de Belo Horizonte, o tucano afirmou que a fase 3 de teste da vacina terminará em outubro próximo. A partir daí, com autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a produção em massa da vacina começaria, no máximo, nos primeiros dias de dezembro. 
 
“E a quantidade necessária para iniciar a imunização da população brasileira, pode ser aplicada já no início de janeiro com o SUS, com aplicação gratuita em toda população”, disse Doria. 
 
A aplicação da Coronavac seguiria até abril, quando, de acordo com o tucano, todos poderão “celebrar festas, atividades, eventos sem risco para a saúde”. 
 
A Faculdade de Medicina de Rio Preto (Famerp) realizará até outubro testes finais da Coronavac em 500 voluntários – todos da área da saúde.
DLNEWS:

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password