Doria anuncia suspensão da volta presencial às aulas no Estado

Secretaria de Educação do Estado suspende volta às aulas presencial na rede estadual de ensino, que estava prevista para a o dia 1º de fevereiro. O início agora, foi adiado para 8 de fevereiro.

Não haverá também obrigatoriedade de presença física dos alunos nas salas de aula. As novas regras valem para as 5 mil escolas da rede pública do Estado.

O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) no início da tarde desta sexta-feira (22). A medida, segundo o tucano, se deve ao agravamento da pandemia em todo o Estado.

Professores e funcionários da educação, no entanto, devem comparecer presencialmente já na primeira semana do mês para atividades de formação sobre os protocolos sanitários.

Doria decidiu também que o Estado não vai obrigar os alunos a irem para a escola durante as fases mais restritivas da pandemia, a laranja e a vermelha. As escolas públicas e particulares poderão funcionar presencialmente com até 35% dos estudantes nessas fases, mas, ao contrário do que havia anunciado anteriormente, as famílias poderão optar por enviar ou não as crianças.

O governo de São Paulo foi um dos primeiros no país a classificar as escolas como serviço essencial para que possam permanecer abertas em qualquer momento da pandemia, mesmo em situações mais críticas, como a que vive o estado atualmente.

Só nos 21 primeiros dias deste ano, o aumento de casos no estado foi de 42% ante o mesmo período de dezembro passado. Morreram 39% mais pessoas de Covid-19 também neste intervalo. Foram 62 mil novos diagnósticos e 1.100 óbitos.

Em dezembro, o governador publicou decreto autorizando a reabertura das escolas a qualquer momento da pandemia. Na ocasião, ele disse que o funcionamento presencial das instituições de ensino seria a prioridade deste ano.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password