CRAM registra quase dois mil atendimentos às mulheres vítimas de violência neste ano

Números ainda podem ser maiores devido à pandemia e necessidade de ficar em casa onde, na maioria dos casos, pode estar o agressor.

O CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher) atendeu de janeiro a julho deste ano quase duas mil mulheres que foram vítimas de violência doméstica. A unidade integra a Secretaria de Assistência Social da Prefeitura de Votuporanga e presta orientação, acolhimento e acompanhamento psicológico, social e jurídico às mulheres em situação de violência, no sentido de fortalecer a autoestima e possibilitar que se tornem protagonistas de seus próprios direitos, ampliando seu nível de entendimento sobre as relações de gênero.

Em 2019, 2.561 mulheres passaram pelo CRAM. De janeiro a julho do ano passado foram 1.902, uma média mensal de 272 mulheres atendidas. Até julho deste ano, foram realizados 1969 atendimentos, com média de 283 mulheres atendidas por mês.

Em tempos de restrição de mobilidade, as vítimas da violência também podem enfrentar dificuldades em se afastar do agressor devido ao estado de insegurança financeira agravado com a pandemia. Em função do isolamento, muitas mulheres não têm conseguido sair de casa para fazer a denúncia ou têm medo de realizá-la pela proximidade constante e direta com o agressor.

O CRAM fica na Rua São Paulo, n.º 2959, centro. O horário de atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. O telefone para mais informações é o (17) 3423-5367.

 

Denúncias

Denúncias de agressão contra mulheres também podem ser registradas pelo Disque 180, que é uma Central de Atendimento Nacional que redireciona os casos para cada município.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password