Covid: Casos em Fernandópolis fizeram exames para dengue

Dois dos 11 casos como positivos apresentaram formação de anticorpos sem desenvolver a doença. Essa é uma forma diferente dos casos anteriores, já que os demais eram positivos(com a doença manifestada e seus sintomas ou negativos (sem a doença), portanto esses novos casos se apresentam com anticorpos (defesa contra novas infecções)por terem tido contato com o vírus COVID19, sem desenvolver a doença, sendo assim assintomáticos(Sem os sintomas clássicos da doença). Essas novas descobertas estão sendo possíveis pelo início da testagem com testes rápidos IGG /IGM.

Solicitamos informação dos profissionais do Laboratório Paulista sobre o funcionamento do teste rápido, que esclareceram sobre o aparecimento de IGM, significa testagem positiva para a doença e IGG, que teve contato com a doença com ou sem manifestação do quadro característico da enfermidade. A diferença é que, na testagem através do PCR é verificado o próprio vírus e seus fragmentos. No teste rápido pesquisa se também a presença de anticorpos (defesas formadas no corpo humano contra o vírus). Vale ressaltar que o teste rápido possuí janela sorológica, ou seja, os resultados só são obtidos após alguns dias do contágio, diferente do PCR que não possui a janela.

Quanto a proteção conferida pelos anticorpos formados e preciso cuidado na análise, pois por se tratar de uma doença nova, ainda não se tem parâmetros para garantir a permanência dos anticorpos no organismo.

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password