Covid-19: homem morre após tomar remédio promovido por Trump

Um americano do Estado do Arizona morreu e sua mulher está em estado grave após ambos tomarem fosfato de cloroquina em uma aparente tentativa evitar a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus.

O presidente americano, Donald Trump, promoveu a cloroquina como um possível tratamento para o vírus.

O remédio é aprovado pelo FDA (a vigilância sanitária americana) para tratar malária e também para lupus e artrite reumatóide, e está sendo testado para combater o coronavírus. No entanto as pesquisas sobre sua eficácia e segurança contra a covid-19 ainda estão em andamento e não são conclusivas.

A cloroquina tomada pelo casal do Arizona não estava no formato de medicamento, mas fazia parte de uma substância normalmente usada para limpar tanques de peixes.

Logo após a ingestão, o casal ficou doente, diz o hospital Banner Health, onde eles foram atendidos. O casal tinha mais de 60 anos.

A mulher disse à rede americana de televisão NBC News que ela tinha assistido ao pronunciamento de Trump falando sobre os potenciais benefícios da cloroquina como tratamento para a Covid-19.

“Nós vimos a coletiva de imprensa. Passou bastante (na TV)”, disse a mulher. “Trump ficava dizendo que era basicamente uma cura e nós tínhamos medo de ficar doentes”, diz ela.

Há mais de 46 mil casos confirmados de covid-19 nos Estados Unidos. O país teve ao menos 592 mortes.

O que aconteceu?
O casal já havia usado cloroquina anteriormente como tratamento para o seu tanque de peixes e ainda tinha um pouco em casa. A substância de limpeza é diferente da forma como a cloroquina é usada como remédio para a malária.

Eles misturaram um pouco da substância com líquido para beber e começaram a passar mal em menos de 20 minutos.

 

Terra

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password