Coronavírus: MPF cobra mais agilidade do Instituto Adolfo Lutz para divulgar exames de casos suspeitos na região de Jales

Segundo o MPF, nenhum dos 18 casos registrados no município até agora teve o exame concluído pelo instituto. Há amostras que estão em investigação há mais de 10 dias.

O Ministério Público Federal (MPF) cobrou do Instituto Adolfo Lutz que divulgue os resultados sobre os casos suspeitos de Covid-19 em Jales/SP com mais agilidade.

Para o MPF, a conclusão de exames tem demorado, o que prejudica o combate à doença no município. Por isso, a promotoria solicitou ao instituto, que divulgue imediatamente os resultados, ainda que parciais, dos testes para identificação do novo coronavírus em pacientes suspeitos.

A TV TEM procurou o instituto, mas até a publicação da reportagem não recebeu uma resposta.

Segundo o MPF, nenhum dos 18 casos registrados no município até agora teve o exame concluído pelo instituto. Há amostras que estão em investigação há mais de 10 dias.

Esse período excede o prazo de sete dias que o Adolfo Lutz informou inicialmente até que as análises fossem finalizadas.

FONTE: Informações | g1.globo.com

0 Comentários

    Deixe um Comentário

    Login

    Bem vindo! Faça login na sua conta

    Lembre de mim Perdeu sua senha?

    Lost Password