Copa São Paulo começa nesta quinta com 127 clubes; conheça os candidatos a craque do torneio

Sem a presença do Flamengo, principal torneio de base do país chega à 51ª edição e terá alguns jogadores que foram campeões mundiais sub-17 com a seleção brasileira.

A 51ª edição da Copa São Paulo de Futebol Júnior começa nesta quinta-feira. Após a desistência do Flamengo na última segunda-feira, serão 127 times de todo o Brasil, jogando em 32 sedes distribuídas pelo estado. Neste ano, atletas nascidos entre 2000 e 2004 poderão mostrar seu potencial.

O São Paulo é o atual campeão, enquanto o Corinthians segue como o time com mais títulos. Na última edição, o Tricolor paulista bateu o Vasco nos pênaltis para ficar com sua quarta taça. Daquela equipe, o atacante Antony já se destaca no profissional.

Pelos campos da Copinha vão jogar alguns dos nomes que fizeram parte do elenco campeão da Copa do Mundo Sub-17 com o Brasil em 2019. São os casos do goleiro Matheus Donelli, do Corinthians, do zagueiro Henri, do Palmeiras, dos meio-campistas Diego Rosa e Pedro Lucas, do Grêmio, além do meia Talles Costa, do São Paulo.

Gabriel Veron, craque do último Mundial, foi inscrito pelo Palmeiras na Copa São Paulo, mas está integrado ao elenco profissional e não atuará pela equipe de base.

Jogos de hoje

  • União Mogi-SP x Juventus-SP (14h45)
  • Ituano x Vilhenense-RO (17h)
  • Grêmio x Real-DF (17h)
  • Sertãozinho-SP x Penapolense-SP (18h)
  • Fluminense x Socorro-SE (19h15)
  • Ferroviária-SP x Petrolina-PE (19h15)
  • Goiás x Confiança-SE (20h15)
  • Palmeiras x União Rondonópolis-MT (21h30)

Regulamento

O campeonato é dividido em 32 grupos de quatro times (o Grupo 25 ficou com três equipes após a desistência do Flamengo), onde só os dois primeiros avançam. Após a fase de grupos, as equipes ainda passam por dois mata-matas até chegarem às oitavas de final. A decisão do campeonato está marcada para 25 de janeiro, no Pacaembu. A data marca o 466º aniversário da cidade de São Paulo.

Fique de olho

Além dos olheiros dos próprios clubes brasileiros, a Copa São Paulo atrai também os analistas de desempenhos de equipes do exterior. No ano passado, o atacante Gabriel Martinelli fez seis gols em quatro partidas com a camisa do Ituano e mais tarde foi negociado com o Arsenal, da Inglaterra. Outro exemplo é o meia Lucas Santos, do Vasco, emprestado ao CSKA, da Rússia.

Mais uma vez, candidatos a craque não faltam na competição. Veja abaixo algumas das principais apostas dos clubes para a edição de 2019 da Copinha:

Atlético-MG

O atacante Guilherme, de 18 anos, é uma das esperanças do Galo no torneio. O jogador foi o artilheiro (nove gols) na campanha que levou o clube ao título mineiro sub-20 em 2019. Outra aposta está no banco de reservas: o técnico Marcos Valadares, vice-campeão da Copinha pelo Vasco em 2019.

Botafogo

O Botafogo vai para a Copinha com um time bastante renovado em relação àquele que disputou a competição em 2019. Mas um conhecido do torcedor alvinegro segue como esperança da equipe em 2020: o atacante Ênio, de 18 anos. O jogador foi um dos destaques do time na última edição.

Corinthians

O nome que mais chama a atenção no Corinthians é o do lateral-esquerdo Lucas Piton, de 19 anos. Ele estreou no profissional no último Brasileirão, dando até uma assistência para Gustagol, e está cotado para integrar o elenco principal após a Copinha. O Timão será dirigido por Dyego Coelho, técnico interino da equipe de cima após a demissão de Fábio Carille.

Cruzeiro

O jogador cruzeirense de quem mais se espera é o meia-atacante Caio Rosa, de 18 anos. Na Copinha do ano passado, ele foi o vice-artilheiro da equipe, marcando quatro gols. Logo depois da competição, renovou o vínculo com a Raposa até 2023 e, em meio ao processo de reestruturação pelo qual passa o clube, é visto como uma das principais apostas para o profissional em 2020.

Fluminense

O volante André, de 18 anos, será o principal pilar do Fluminense no torneio. Capitão do time e ex-atacante, o jogador se destaca pelo bom futebol e pela postura de liderança. Em Xerém, é um dos primeiros na fila de promoção ao elenco profissional. A base do time está formada por jogadores que estouraram a idade no sub-17. É uma geração vista como muito promissora em Laranjeiras e que já rendeu frutos no time de cima, como os atacantes João Pedro e Marcos Paulo e o meia Miguel.

Grêmio

Campeões mundiais sub-17 com a seleção brasileira, os meio-campistas Diego Rosa e Pedro Lucas dividirão as atenções. Mas é em Pedrinho que o Grêmio confia suas fichas para o futuro. O meia substituiu o flamenguista Reinier na Copa do Mundo da categoria e não decepcionou. Ele foi indicado por Ronaldo Fenômeno para testes no Real Madrid e agora é observado de perto também pelo Barcelona.

Internacional

O Internacional confia no meia Cesinha para edição de 2020 da Copa São Paulo. O armador disputou o torneio no ano passado e hoje, com 19 anos, se vê mais maduro para liderar o Inter como capitão. Ele esteve no grupo campeão do Brasileirão de Aspirantes sobre o Grêmio e também mostrou o potencial na Copa RS Sub-20.

Palmeiras

Embora tenha nos últimos anos uma categoria de base multicampeã, o Palmeiras nunca conquistou a Copa São Paulo. Para acabar com o jejum, o clube confia no talento do atacante Gabriel Silva, de 17 anos. O jogador fez gols em todas as sete finais que disputou em 2019, tanto pelo time sub-17 quanto pelo time sub-20, e surge como o próximo grande talento a ser aproveitado pela equipe de cima.

Santos

Com apenas 16 anos, o atacante Marcos Leonardo é visto como um “raio” em potencial. E não é por acaso: o jogador já bateu números expressivos de Neymar, Gabigol e Rodrygo na base do Peixe. Em busca do tetra da Copinha, o clube tem uma lista com atletas que trabalharam ativamente com o técnico Jorge Sampaoli em 2019, casos do atacante Allanzinho e do meia Lucas Lourenço.

São Paulo

Se Antony brilhou na conquista do ano passado e subiu para os profissionais, agora é a vez de o São Paulo apostar no volante Rodrigo Nestor. O clube planeja integrá-lo ao grupo principal logo após o torneio de base. Defendendo o título da competição, o Tricolor tem um elenco “experiente”. Dos 30 jogadores inscritos, nove foram campeões em 2019.

Vasco

Reserva no vice-campeonato de 2019, quando entrou e deu passe para gol na final contra o São Paulo, o lateral-esquerdo Riquelme, de 17 anos, receberá a primeira oportunidade como titular nesta Copinha. Tem muita qualidade técnica e, caso evite os problemas físicos que o atrapalharam no último ano, será uma das referências do Vasco.

FONTE: Informações | globoesporte.globo.com

0 Comentários

Deixe um Comentário

4 × 2 =

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password