Com 35,9°C, cidade de São Paulo teve o dia de setembro mais quente da história 

Temperatura recorde foi registrada na última quinta-feira (12) na capital. 

Com a temperatura máxima de 35,9 °C, a cidade de São Paulo registrou na última quinta-feira (12) o dia mais quente de setembro desde o início das medições do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), que começaram em 1943. 

O recorde anterior para o mês havia sido registrado em 19 de setembro de 2015, quando a temperatura bateu 35,5 °C. 

Na quinta-feira, a umidade relativa do ar atingiu 20%, o menor valor do ano segundo o Inmet. A temperatura também foi considerada a maior do inverno de 2019 e empatou com a maior do ano até agora, também registrada no dia 2 de fevereiro. 

Vários fatores influenciaram o calor da semana passada, segundo o meteorologista Ernesto Alvin. “Você tem o El Niño fazendo bloqueio das frentes frias, a baixa umidade, o céu claro, o domínio da massa de ar tropical por um período maior. Isso tudo vai somando e se tem um evento que é mais intenso do que os outros”, diz. 

De acordo com Alvin, a ocorrência de altas temperaturas durante o inverno não é algo atípico, mas chamam a atenção o fato de que as temperaturas estão acima da média. “O fenômeno em si é comum, não é nada extraordinário, mas os valores são altos. Só um estudo mais aprofundado pode avaliar”. 

Previsão para os próximos dias 

De acordo com o Inmet, o calor deve continuar forte em São Paulo durante a semana. A temperatura só deve começar a cair a partir de sábado (21). 

Na quarta-feira (18), a máxima prevista é de 37°C e mínima de 19°C. Na sexta (20), há previsão de chuva isolada e temperatura varia entre 17°C e 33°C. No sábado, o tempo deve ficar encoberto e a temperatura deve ficar em 17 °C. 

FONTE: Informações | G1 

0 Comentários

Deixe um Comentário

Login

Bem vindo! Faça login na sua conta

Lembre de mim Perdeu sua senha?

Lost Password